Publicidade

Notícias de saúde

Substâncias químicas encontradas no trabalho afetam saúde

São Paulo, 26 de Junho de 2001 (eHealthLA). Substâncias químicas facilmente encontradas nos locais de trabalho, como o tiner e o removedor, podem atacar o fígado, os rins e até mesmo causar um distúrbio no sistema nervoso, caso esteja sendo usadas em larga escala.

A opinião é do Dr. Luis Frederico Hoppe, presidente da Sociedade Paulista de Medicina do Trabalho (SPMT) e do Departamento de Medicina do Trabalho (DMT) da Associação Paulista de Medicina (APM). Um evento, no próximo dia 30 de junho, levará justamente esta temática.

A APM, promovendo a Iª Jornada de Toxicologia, pretende mostrar os riscos enfrentados pelos trabalhadores que lidam constantemente com agentes químicos, já levantando os métodos mais eficazes para evitar os danos à saúde.

Com o apoio da Sociedade Paulista de Medicina do Trabalho (SPMT), a Iª Jornada de Toxicologia, de acordo com o Dr. Luis Frederico, que irá coordenar a 'I Jornada de Toxicologia'. "É extremamente importante discutir com constância os males que causam ao organismo e os procedimentos utilizados para evitar prejuízos à saúde".

Serão apresentados estudos que demonstram como certos produtos químicos provocam doenças gravíssimas ou até mesmo incuráveis. De acordo com o prof. José Tarcísio Buschinelli, especialista na área de Toxicologia e Higiene Industrial, é de conhecimento público que a população que trabalha freqüentemente com fumo da solda, por exemplo, tem maior propensão de contrair câncer de pulmão.

"Nesse caso, existe uma alternativa para reduzir o risco: recorrer a sistemas de exaustão para purificar o ambiente", divulga a APM em sua comunicação à imprensa.

Também serão enfocadas as melhores ferramentas para se avaliar as dosagens químicas em ambientes de trabalho, os níveis de tolerância e os prejuízos que certos agentes causam ao ecossistema.

"Esses temas farão parte dos painéis do prof. Dr. Leonídio Francisco Ribeiro Filho, presidente da Associação Brasileira de Profissionais de Higiene e Segurança no Trabalho e do engenheiro de Segurança no Trabalho Frederico Corazza", informa a APM.

Os problemas mais comuns em ambientes de trabalho industriais, locais em que pode ocorrer contato com mercúrio e chumbo, serão a temática abordada pelos professores-doutores Sérgio Colacciopo e Henrique Vicente Della Rosa, ambos titulares da disciplina de Toxicologia da Faculdade de Farmácia e Bioquímica da USP.

Já o prof. Dr. Rene Mendes, da Universidade Federal de Minas Gerais, falará sobre os agentes químicos encontrados no ambiente de trabalho que podem causar câncer.

Copyright © 2001 eHealth Latin America

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: