Publicidade

Notícias de saúde

BRASIL: Funasa Trata Indios do RS Desnutridos e no Ceará Universidade Desenvolve Soro

São Paulo, 16 de março de 2001 (eHealthLA). A Funasa está custeando, em caráter emergencial, alimentação para as crianças, gestantes e nutrizes da reserva indígena do Guarita, município de Redentora, que estão com carência nutricional. A entidade confirmou, esta semana, a morte de 11 índios no Rio Grande do Sul por desnutrição.

Segundo a Funasa, a desnutrição dos indígenas é conseqüência direta da falta de atividade econômica naquelas aldeias, o que inviabiliza a formação de renda para compra de alimentos.

As refeições são preparadas diariamente, sob a orientação de uma nutricionista do Ministério da Saúde, em todas as escolas localizadas na área indígena do Guarita.

Pesquisando a Desnutrição Infantil

Pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará (UFCE), em parceria com a Universidade de Virgínia, nos Estados Unidos, desenvolveram um soro que, além de evitar a desnutrição, favorece o ganho de peso das crianças.

A perda de massa corporal faz com que crianças com diarréia constante deixem de crescer até 3,6 centímetros nos primeiros dois anos de vida e compromete o desenvolvimento cognitivo.

A diarréia provoca lesões no intestino, reduzindo a um terço a área de absorção do órgão. Com isso, os nutrientes que passam pelo tubo digestivo não conseguem chegar às células, levando à perda de peso.

O novo soro substitui a glicose (base do soro caseiro) pelo aminoácido glutamina, encontrado no glúten. O aminoácido atua como cicatrizante, fechando as feridas.

''As crianças que receberam glutamina ganharam, em média, 4g de peso por dia, o dobro do grupo de controle, que recebeu o soro convencional'', disse o infectologista Aldo Ângelo Lima, da UFCE.

Copyright © 2001 eHealth Latin America

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: