Publicidade

Notícias de saúde

BRASIL: Lanches Entre as Refeições são Essenciais na Nutrição Infantil

São Paulo, 02 de Março de 2001 (eHealthLA). Ao contrário do que muitos pais imaginam, os lanchinhos entre as refeições são muito importantes para o desenvolvimento da criança. “O estômago delas é menor, por isso a ingestão de alimentos é abaixo da nossa.

Comer lanches é um modo saudável de recarregar as energias até a próxima refeição”, afirma o nutricionista Cristiano Rigatto.

Assim, ao invés de cortar esses petiscos, planeje o que seus filhos vão comer e ensine-os a optar por alimentos mais saudáveis.

O que é estritamente proibido é a troca do lanche por qualquer uma das três refeições diárias (café da manhã, almoço e janta). O consumo excessivo de alimentos refinados (pobres em vitaminas e minerais), com muita gordura, fritos ou com muito sal também deve ser evitado.

Recomenda-se estimular o consumo de alimentos ricos em nutrientes, como frutas, cereais infantis, pequenos sanduíches com queijo branco ou ricota ou atum e vegetais e bebidas lácteas, de sabor agradável, enriquecidas com diversas vitaminas e minerais. Procure fixar horários para os lanches.

“Assim a criança criará o hábito de se alimentar nos horários corretos. Procure servir os lanches 2 horas antes da refeição seguinte, e tente desestimular o consumo fora de hora”, defende Rigatto.

Fazer com que elas troquem doces e salgadinhos por frutas e legumes não é tarefa fácil. Mas há algumas técnicas que podem ajudar nessa missão. Selecione alimentos dos diferentes grupos a cada lanche. Se você sempre oferecer o mesmo tipo de alimento, seu filho vai enjoar e acabar preferindo doces e refrigerantes.

Visual

Outra dica é variar a apresentação. Frutas, por exemplo, podem vir inteiras, picadas (salada de frutas), na forma de sucos, vitaminas, etc. Sempre que possível, enfeite as preparações para criar o máximo de apelo.

Rigatto também recomenda o incentivo à participação da criança na composição do lanche e que os pais sirvam de exemplo. “Crianças aprendem os hábitos alimentares do mesmo modo que aprendem os comportamentos básicos – imitando.

Pare para rever os seus hábitos alimentares. Optando por hábitos saudáveis, você estará não só contribuindo para a sua própria saúde, como estará incentivando suas crianças a fazer o mesmo”.

Copyright © 2001 eHealth Latin America

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: