Publicidade

Notícias de saúde

Polícia Reprime

29 de Janeiro de 2001 (Bibliomed). A polícia francesa reprimiu violentamente uma suposta rede clandestina de médicos, dentistas e ginecologistas no "Chinatown" parisiense, inclusive uma assistente de enfermagem que fazia abortos por 200 francos (28 dólares).

Vários acusados, a maioria gente que veio para a França nos anos 90, podem ir para a prisão por praticar a medicina sem diploma reconhecido no país ou, em alguns casos, sem qualificação nenhuma.

Um homem que trabalhava numa delicatessen há vários anos fazia bicos como dentista depois de aprender os truques da profissão com seu pai, disse o Le Figaro na sexta-feira.

Uma assistente de enfermagem também está sendo julgada por fazer cerca de dez abortos por mês em seu apartamento em Paris. Ela cobrava de 200 a 300 francos por cada operação.

Muitos acusados estão sendo julgados por consultas médicas, extração de dentes, venda de ervas medicinais ou por oferecer acupuntura no bairro chinês da capital francesa, que tem uma população de 200 mil chineses.

Copyright © 2001 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: