Publicidade

Notícias de saúde

Uganda Registra 5 Novas Mortes por Ebola

KAMPALA (Reuters) - O governo de Uganda anunciou quarta-feira mais cinco mortes e 12 novos casos de infecção pelo vírus Ebola, mas representantes dos órgãos de saúde do país informaram que a situação está sob controle.

As mortes e os novos casos de infecção foram registrados em Gulu, norte de Uganda, onde houve o surgimento de um foco do vírus um mês atrás. O número de mortes chega a 80 e 251 casos foram registrados desde o começo de setembro.

"Limitamos a doença no distrito de Gulu", disse durante entrevista coletiva o chefe da força-tarefa, Sam Okware.

"O número de mortes está caindo. Neste momento, é quase metade do que poderia ser. Nos primeiros dias desta epidemia, houve uma taxa de mortalidade de 100 por cento", disse Okware.

O especialista informou que na epidemia anterior do Ebola, que atingiu a República Democrática do Congo, Sudão e Gabão, a taxa de mortalidade foi mais de 90 por cento.

Funcionários do Ministério da Saúde esperam que o surto acabe em três meses. "Nossos especialistas estão dizendo que deveríamos nos preparar para atividades, internações, tratamentos e isolamentos durante os próximos dois ou três meses", informou Sam Zaramba.

O aumento no número de casos foi consequência principalmente da mudança na definição de quais pessoas estariam em situação de risco, disse Okware.

"Modificamos a definição do caso de pessoas com febre, dor de cabeça e sangramento para qualquer pessoa que tenha contato com vítimas do Ebola", explicou o especialista.

O Ministério da Saúde informou que 117 pacientes infectados tiveram recuperação completa. Mais de 40 médicos especialistas da Organização Mundial da Saúde (OMS), Centro para Controle de Doenças (CDC) dos EUA, instituições alemãs e italianas estão em Gulu para ajudar no combate à doença.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: