Publicidade

Artigos de saúde

Mortalidade na Insuficiência Cardíaca Pode ser Diminuída em Até 30% Com o Uso de Medicamento há Vários Anos no Mercado

Pesquisadores do Randomized Aldactone Evaluation Study Investigators divulgaram no site da Internet do New England Journal of Medicine em 19 de julho de 1999 uma importante descoberta, relacionada com a diminuição da mortalidade e do número de internações em pacientes portadores de insuficiência cardíaca grave resultante de disfunção ventricular esquerda e que estavam utilizando tratamento convencional para a doença, incluindo os inibidores da ECA - trata-se da observação de que a espironolactona (Aldactone ®), um medicamento poupador de potássio e que age por meio da inibição competitiva das ações da aldosterona sobre os rins, melhorou acentuadamente os sintomas da insuficiência cardíaca.

A redução no risco de hospitalização e de morte ocorreu após 3 meses de tratamento com a espironolactona.

A espironolactona é um medicamento que tem estado disponível no mercado mundial (incluindo no Brasil) há cerca de 30 anos, e seu preço é comparativamente inferior às novas drogas disponíveis para o tratamento da insuficiência cardíaca.

No estudo, realizado em 1663 pacientes, foram administradas em geral 25 mg ao dia de espironolactona, até um máximo de 50 mg/dia nos casos que se fez necessário, e nos quais não se observavam efeitos colaterais.

Uma parte dos pacientes do estudo recebeu o medicamento, e outra parte recebeu tratamento convencional. O principal efeito colateral observado foi a ginecomastia (crescimento de tecido mamário) com o uso da espironolactona, observado em cerca de 10% destes pacientes, que não chegou a ser importante, mas determinou algum incômodo para estes pacientes.

Os resultados finais foram tão bons em favor da espironolactona (diminuição de cerca de 30% na mortalidade e de 36% nas internações) que o estudo foi interrompido após 24 meses, já com as conclusões definitivas.

Os resultados deste estudo sugerem que o tratamento padrão de pacientes com insuficiência cardíaca moderada a grave deve ser ampliado, passando a incluir a espironolactona, desde que os pacientes tenham função renal adequada mantida.

Fontes:
The Effect of Spironolactone on Morbidity and Mortality in Patients with Severe Heart Failure
Aldosterone and Spironolactone in Heart Failure - The New England Journal of Medicine.

Copyright © 2000 eHealth Latin America



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: