Publicidade

Artigos de saúde

Menarca: No Limiar da Vida Adulta

A menarca, ou seja, a primeira menstruação da mulher, é o limite entre a infância e a vida adulta, o momento em que a menina começa a exercer seu ciclo reprodutivo, a fase em que precisa passar a enfrentar responsabilidades com seu corpo e sua família. Do ponto de vista biológico, é quando passa a poder ter filhos e formar uma família. Já sob o aspecto cultural, é o cumprimento de uma etapa, quando passa a ser vista como menina, e não mais como criança.

A primeira menstruação acontece durante a adolescência, que engloba a faixa etária aproximada entre os 10 e 21 anos. "É um período de transição, com várias modificações importantes que se traduzem em 3 áreas: o biológico, o psicológico e o social. Todo esse processo acontece de forma lenta e gradual, podendo ocasionar nos adolescentes conflitos interiores, considerados normais, pois é uma adaptação a um novo corpo, a uma nova maneira de pensar e a uma nova postura dentro de sua família", explica Márcia Aparecida Picolli, médica-pediatra e neonatologista. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde, OMS, 25% da população brasileira é constituída por adolescentes, ou seja, a faixa etária compreendida entre 10-20 anos.

A puberdade é um período em que o organismo amadurece, começando a produzir hormônios, ou intensificando a produção de outros. Estes hormônios começam a criar mudanças no corpo de uma menina, alterando a sua aparência. A aceleração rápida no crescimento, o aparecimento gradual dos seios, pelos pubianos e axilares, acne e aumento do peso. Estas formações são chamadas características sexuais secundárias, explica a Dra. Márcia.

Grande parte dessas características poderão ser percebidas antes que a menina tenha tido seu primeiro período menstrual. A idade em que estas mudanças se iniciam varia bastante de uma pessoa à outra. Fatores como o ambiente e a dieta são importantes tanto na antecipação como no atraso do desenvolvimento do ciclo menstrual. Observa-se nos últimos anos uma antecipação dessa idade, a cada geração.

A menarca pode ser esperada para aproximadamente de um a dois anos após o aparecimento dos seios. Já o desenvolvimento desses antes dos 8 anos de idade, sugere uma antecipação e depois dos 14 anos, um atraso no desenvolvimento. Nos Estados Unidos, a média normal para que as meninas iniciem seu período menstrual é entre 9 e 16 anos, com maior freqüência aos 13 anos. O desenvolvimento dos seios geralmente corresponde a um período de crescimento. Este indica o advento da puberdade. Em média, ocorre um crescimento entre 5 a 7,5cm nos dois anos subseqüentes a menarca.

O crescimento, segundo a Dra. Márcia, é uma das principais queixas dos pais e das adolescentes, estando intimamente ligados ao aparecimento dos caracteres sexuais secundários, assim como da menarca.

Fluxo Menstrual

O nível crescente de hormônios, no sangue, vai produzir o desenvolvimento do óvulo, o desenvolvimento de uma formação vascular, esponjosa dentro do útero, derramamento desta formação quando o óvulo não for fecundado, isto é, o fluxo menstrual. A menstruação deverá ocorrer todos os meses, até o advento da menopausa. Às vezes, os ciclos menstruais podem ocorrer com freqüência mais espaçada, não sendo incomum que algumas meninas não ovulem com regularidade até dois anos após a menarca.

Características da Ovulação

Os sinais da ovulação ocorrem quando os ciclos são regulares, em torno de 26 a 30 dias, havendo sangramento abundante durante o período e com sintomas de cólicas. Quando essas características se fazem presentes, a menina estará ovulando. Há pessoas que não apresentam o sangramento e mesmo, as cólicas. Há perturbações emocionais e físicas que podem anteceder a menstruação, tais como: um leve acréscimo de peso, mudanças comportamentais, aumento do tamanho dos seios, dores de cabeça, dores nas costas, cansaço, etc... Qualquer comportamento exagerado dias antes do período menstrual podem indicar a Síndrome Pré-Menstrual, ou seja, mudanças temperamentais, de comportamento, irritabilidade. A consulta de um ginecologista, nestes casos, é indicada. O médico pode oferecer medicações que reduzem a dor, adequadas à idade e peso da adolescente.

Funcionamento do Ciclo Menstrual

A partir da puberdade, a hipófise, glândula no cérebro, secreta o hormônio folículo estimulante. Mensalmente, este hormônio prepara alguns óvulos para o amadurecimento. O estrogênio, outro hormônio produzido pelos folículos, ativa o desenvolvimento de uma camada espessa do útero (endométrio). Depois de duas semanas, a hipófise secreta o hormônio luteinizante, fazendo que o óvulo mais maduro se desprenda do folículo. Este, que continha o óvulo maduro, se desenvolve em uma massa de tecido chamada de corpo lúteo. O corpo lúteo começa a produzir progesterona e estrogênio. Ambos os hormônios garantem o crescimento da camada espessa no útero para alimentar o embrião, que caso não exista, é expelida em forma de menstruação.

Risco de gravidez

Um dos aspectos que deve ser abordado quando se fala de menarca, é que a menina, a partir de sua primeira menstruação, já está biologicamente apta para engravidar. Há, portanto, a necessidade de esclarecer para a adolescente que precisa tomar cuidados contraceptivos caso pretenda ter relações sexuais e não deseje engravidar. A explicação técnica disso é que o óvulo liberado pela sua trompa vai para o útero, e caso encontre com um espermatozóide dentro de 24 horas depois da ovulação e antes de atingir o útero, ele poderá ser fertilizado. Então, ele se dirige ao útero, onde começa a se desenvolver o embrião. Neste caso, mais progesterona é produzida para a manutenção da camada espessa do útero. Embora um óvulo sobreviva por um dia, o espermatozóide pode ficar ativo de dois a cinco dias, por isso que se pode engravidar tendo relação sexual uns dias antes ou depois da ovulação. Caso o óvulo não seja fertilizado, ele se desintegra. O corpo lúteo então começa a desaparecer do ovário, e a produção de hormônios diminui. A camada espessa do útero que deixa o organismo, é a menstruação.

Dúvidas e Curiosidades

A menstruação pode durar entre um e oito dias. Na menarca, o corpo ainda não estabeleceu um ciclo regular, assim sendo a menstruação pode ter uma duração diferente a cada mês.

O fluxo sangüíneo varia bastante de mulher para mulher e de mês para mês, principalmente durante os dois primeiros anos de menstruação, explica o ginecologista e obstetra Marco Aurélio dos Santos. Ainda que o fluxo seja "forte", a quantidade mensal não ultrapassa 62,5ml.

As atividades físicas, levando-se em conta os limites do corpo, são aconselháveis durante a menstruação, ao contrário do que muitos pensam. Há pessoas que acreditam que o exercício ajuda a aliviar as cólicas menstruais: "quando estou menstruada e faço exercícios, tenho a impressão que o sangue vai embora mais fácil e mais rápido, e sinto menos dor", testemunha Luciana Pereira, 23 anos.

Copyright © 2000 eHealth Latin America



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: