Notícias de saúde

Medicamento se mostra promissor no tratamento de transtornos mentais

01 de abril de 2021 (Bibliomed). Atomoxetina, um inibidor seletivo da recaptação da norepinefrina (SNRI), pode melhorar os resultados para pacientes com transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (TDAH) e transtorno de estresse pós-traumático (TEPT), sugere uma nova pesquisa apresentada na Anxiety and Depression Association of America (ADAA) Conference 2021, que ocorreu entre 18 e 19 de março de 2021, virtualmente.

Um ensaio piloto com veteranos de guerra diagnosticados com TDAH/TEPT comórbido mostrou que a atomoxetina reduziu significativamente os sintomas de TDAH e melhorou moderadamente os resultados do tratamento de TEPT e a qualidade de vida em comparação com o placebo.

Os pesquisadores explicam que os dois distúrbios costumam ocorrer juntos, tanto que, no estudo, mais de 30% dos participantes com sintomas de TEPT preencheram os critérios diagnósticos para TDAH.

Veteranos de guerra com TEPT geralmente têm atenção, memória de trabalho, função executiva e controle inibitório prejudicados. Além disso, esses sintomas cognitivos de TDAH estão frequentemente associados à psicopatologia de TEPT e a resultados de tratamento mais pobres, explicam os pesquisadores.

A atomoxetina não é classificada como estimulante e é particularmente útil para pacientes em risco de abuso de substâncias, incluindo adolescentes e adultos jovens e aqueles com TEPT. Atualmente é o único medicamento não estimulante indicado para o tratamento de crianças e adultos com TDAH.

O estudo randomizado, controlado por placebo, duplo-cego e cruzado incluiu 36 veteranos com TDAH/ TEPT comórbido. Os pacientes receberam 80mg de atomoxetina ou placebo diariamente durante 4 semanas. Todos os participantes também receberam tratamento usual para TEPT, incluindo terapia de exposição prolongada.

Os pacientes foram avaliados nas semanas 1, 2 e 4. Eles então entraram na fase cruzada do estudo por mais 4 semanas. Em cada visita, os pesquisadores administraram as seguintes escalas de pesquisa: Conners' Adult ADHD Resting Scales-Self-Report: Short Version (CAARS-S:S), a Adult ADHD Quality of Life-29, e Clinician Administered PTSD Scale.

Os resultados mostraram que a atomoxetina produziu uma redução estatisticamente significativa dos sintomas em comparação com o placebo, conforme medido por CAARS-S: S (P=0,017). Um ensaio clínico maior está planejado para investigar a eficácia da amoxetina para pacientes com TDAH/TEPT comórbido.

De acordo com os pesquisadores ter um medicamento não estimulante eficaz para tratar o TDAH na presença de TEPT é particularmente importante por causa da alta taxa de abuso de substâncias comórbidas com TEPT. Contudo, eles ressaltam que são necessários mais estudos para avaliar melhor os efeitos da atomoxetina no tratamento de TDAH/TEPT.

Fonte: Anxiety and Depression Association of America (ADAA) Conference 2021. March 18- 19, 2021.

Copyright © 2021 Bibliomed, Inc

Copyright © 2021 Bibliomed, Inc.

Veja também

Faça o seu comentário
Comentários