Publicidade

Notícias de saúde

Rinite alérgica – uma doença que pode atrapalhar a qualidade de vida

05 de dezembro de 2007 (Bibliomed). Pessoas que sofrem de rinite alérgica certamente sabem o quanto que o problema afeta sua qualidade de vida. Espirros constantes, coceira, lacrimejamento, vermelhidão dos olhos, nariz entupido, dor de cabeça são algumas das manifestações da doença que perturbam quem dela padece.

Entretanto, poucos estudos procuraram analisar cientificamente a influência da rinite alérgica na qualidade de vida. A maioria, até então publicada, buscava relacionar a doença apenas aos aspectos de seu desenvolvimento. Foi pensando nisso que pesquisadores italianos, do Departamento de Medicina Interna da Universidade de San Martino, em Gênova, realizaram um estudo, com o objetivo de avaliar a qualidade de vida de quem sofre de rinite alérgica. A revista médica Clinical & Experimental Allergy publicou os resultados da pesquisa.

Por meio de questionários, os investigadores entrevistaram cento e vinte e três pacientes com rinite alérgica. Esses participantes foram avaliados, tanto no ponto de vista clínico, quanto imunológico, e também foi avaliada sua capacidade funcional, de forma a se verificar a influência de todos os aspectos já conhecidos da doença, sobre a qualidade de vida.

Os autores constataram que realmente existe uma relação entre a qualidade de vida e os variados graus de comprometimento imunológico e funcional da doença. Quanto maior a inflamação decorrente dos processos alérgicos, piores são os sintomas oculares da rinite, prejudicando ainda mais a qualidade de vida.

Fonte: Clinical & Experimental Allergy; 37 (10): 1528 – 1535 (8) (October 2007)

Copyright © 2007 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: