Publicidade

Notícias de saúde

Cigarro de Chocolate Induz Crianças ao Fumo

Por Patrícia Reaney

LONDRES (Reuters) - Cigarros de chocolate, uma brincadeira aparentemente inofensiva destinada a consumidores infantis, são peças promovidas pelas empresas de tabaco para atrair crianças ao vício do fumo. A conclusão foi publicada no British Medical Journal, dedicada ao tabaco e à saúde, e baseia-se em documentos secretos da indústria de tabaco revelados recentemente.

Soprar "cigarros" doces, geralmente feitos de chocolate, como gente grande, faz parte da infância de muitos, assim como brincar de esconder ou de médico. Os pesquisadores verificaram que os fabricantes dos doces em forma de cigarro e as companhias de tabaco conspiraram para ter certeza que as crianças aprovaram os doces, na intenção de promover o fumo entre elas.

"Esta análise, a primeira do tipo, fornece evidências de que as companhias de tabaco reconhecem a conexão entre os doces em forma de cigarro nas mãos das crianças e o cigarro de verdade nas mãos de fumantes jovens", disse Jonathan Klein, do Hospital Universitário Infantil de Rochester, em Nova York.

O pesquisador também informou que os fabricantes de doces esconderam esses fatos e tentaram manipular as descobertas de suas próprias pesquisas científicas para proteger o que ele definiu como "ferramenta promocional altamente eficaz".

Klein e Steve St. Clair, advogados de Iowa, revisaram os documentos de 153 companhias de fumo divulgadas durante casos de acordo de empresas do setor de tabaco nos Estados Unidos em ações de pedido de indenização por danos à saúde.

O estudo mostrou que os fabricantes de cigarro permitiram aos fabricantes de doces imitar os pacotes e as marcas de cigarro, de modo que as embalagens das guloseimas eram quase indistinguíveis dos verdadeiros cigarros.

Embora pesquisas mostrando que crianças que fingiam fumar cigarros-doces eram duas vezes mais propensas a fumar, os fabricantes promoveram seus produtos como não sendo prejudiciais ao crescimento das crianças.

Os pesquisadores também descobriram evidências mostrando que as descobertas desfavoráveis de um estudo financiado por duas grandes empresas norte-americanas de doces-cigarros, a World Candies e a New England Confectionery, foram suprimidas.

Numa versão revisada do mesmo estudo apresentada ao Congresso dos Estados Unidos, que naquele momento considerava restrições aos doces em forma de cigarros, todas as referências críticas e descobertas ligando o doce ao fumo foram eliminadas.

Conforme os pesquisadores, embora os doces que imitam o cigarro estejam proibidos em muitos países, os esforços para ações similares nos Estados Unidos têm sido repetidamente impedidos pelos fabricantes dessas guloseimas e por aqueles que têm interesses na indústria do tabaco.

Os pesquisadores pediram que esses cigarros e outros produtos que lembrem ao ato de fumar sejam abolidos. "Para muitas crianças, esse é o primeiro passo que acaba levando a uma dolorosa e desnecessária morte", concluíram.

Fonte: British Medical Journal 2000;321:362-365.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: