Publicidade

Notícias de saúde

França Suspende Uso de Ração à Base de Carne para Animais

PARIS (Reuters) - O governo francês proibiu a utilização de rações à base de carne para a alimentação de animais em resposta aos temores sobre a doença da vaca louca e sua relação com uma complicação fatal em humanos.

"O governo decidiu suspender o uso de ração à base de carne e osso para a alimentação de porcos, frangos, peixes e animais domésticos", disse o primeiro-ministro Lionel Jospin durante uma entrevista coletiva.

Jospin afirmou que a proibição seria implementada como uma medida de precaução adicional contra a encefalopatia espongiforme bovina (BSE) enquanto a agência nacional de segurança alimentar, AFFSA, investiga a doença.

Mesmo com o anúncio de drásticas medidas -- a venda de bifes de costela também foi proibida --, o primeiro-ministro procurou acalmar os consumidores a respeito da transmissão da BSE e da segurança dos alimentos.

"Não há no momento provas científicas indicando que comer carne ou beber leite coloque a saúde em risco", disse.

As proibições estão entre um pacote de medidas anunciado por Jospin após reuniões com ministros de áreas-chave. Outras ações seriam a aplicação de testes no gado ao entrar nos matadouros e mais verbas para a pesquisa sobre a doença da vaca louca.

A suspensão será publicada no Jornal Oficial de quarta-feira, segundo a edição de terça-feira do diário francês Le Monde.

De acordo com o periódico, uma "célula operacional" ligada aos ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente será encarregada de recensear os locais de estoques e de incineração, de controlar a fabricação das rações, seu transporte, estocagem e destruição.

O governo também quer reforçar o controle sobre toda a cadeia alimentar, da qual certas categorias de animais poderiam ser retiradas, e estender a depistagem da encefalopatia espongiforme bovina, escreveu o Le Monde.

O plano prevê a suspensão da importação de rações à base de carne, incluindo alimentos para o gado.

De acordo com o jornal, o primeiro-ministro anunciaria a triplicação, a partir de 2001, da verba destinada à pesquisa sobre o príon, o agente responsável pela doença da vaca louca e sua variante humana, a doença de Creutzfeld-Jakob.

O governo também deve anunciar medidas de apoio aos criadores e às empresas afetadas pela crise da vaca louca.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: