Publicidade

Notícias de saúde

Maioria Crê em Causa Genética do Alcoolismo, Diz Estudo

Por Keith Mulvihill

FILADÉLFIA (Reuters Health) - Resultados de uma pesquisa recente sugerem que a maioria dos norte-americanos acredita que a genética tem influência na dependência do álcool, afirmaram pesquisadores na quarta-feira.

"Essa informação pode ser útil no desenvolvimento de estratégias futuras para utilização de informação genética para prevenir e tratar o alcoolismo", disse Paul Manowitz, coordenador do estudo.

Manowitz apresentou as descobertas do estudo durante um encontro da Sociedade Americana de Genética Humana, na Filadélfia.

"Existem muitos estudos financiados pelo governo que estão tentando identificar genes específicos que podem, em parte, ser responsáveis pelo alcoolismo", afirmou o pesquisador.

"Até agora, eles não identificaram um único gene associado à condição. No entanto, cientistas estão próximos da descoberta e quase todo mundo concorda que existem fatores genéticos significativos no alcoolismo", acrescentou Manowitz.

"Uma vez que eles forem identificados, a questão será: como a informação será usada em termos de prevenção? Você precisa ter a aceitação do público de que a genética tem um papel", disse Manowitz.

Os pesquisadores, da Escola de Medicina Robert Wood Johnson, em Piscataway, Nova Jersey, realizaram entrevistas por telefone com cerca de 1.000 adultos norte-americanos.

"Pedimos às pessoas...para escolher quais fatores elas achavam ser importantes na contribuição para o alcoolismo", afirmou Manowitz à Reuters Health.

"Pedimos que considerassem quatro fatores, incluindo o hábito de beber dos pais da pessoa durante seu crescimento, uma vida familiar atual infeliz, a constituição biológica da pessoa ou genética e uma situação ruim de trabalho", explicou o pesquisador.

De acordo com Manowitz, cerca de 77 por cento dos entrevistados afirmaram que a genética tem muito ou algum efeito na probabilidade de uma pessoa se tornar alcoólatra.

"A mensagem é que todos os subgrupos envolvidos, dentro da maioria dos entrevistados -- sem levar em consideração coisas como idade, gênero e educação -- acreditavam que a genética tem um efeito importante no desenvolvimento do alcoolismo", disse Manowitz.

O pesquisador acrescentou que pessoas que têm pai ou mãe alcoólatra estão mais propensos a acreditar que o alcoolismo é causado, em grande parte, por fatores genéticos. Os problemas com o alcoolismo são penetrantes em nossa sociedade. Manowitz afirmou que o alcoolismo e problemas relacionados afetam cerca de dez por cento dos homens e cinco por cento das mulheres e custam aos Estados Unidos cerca de US$ 150 bilhões por ano.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: