Solidão pode ser identificada através das redes sociais

Comment

Comportamento

A solidão é associada à depressão, doenças cardíacas, demência e outros problemas de saúde, e afeta cerca de um em cada cinco adultos norte-americanos. Pesquisadores da University of Pennsylvania School of Medicine, nos Estados Unidos, mostrou que é possível detectar a solidão através das postagens das pessoas nas redes sociais.

Os pesquisadores analisaram contas públicas de usuários do Twitter na Pensilvânia e identificaram mais de 6.200 que usaram palavras como "solitário" ou "sozinho" mais de cinco vezes entre 2012 e 2016. Os usuários solitários twittaram quase o dobro dos outros e eram mais propensos a fazê-lo à noite.

A linguagem dos usuários solitários mostrou mais raiva, depressão e ansiedade do que a de outros usuários. Os pesquisadores relataram, também, que usuários solitários costumavam twittar sobre problemas de relacionamento, uso de substâncias e dificuldade em controlar suas emoções.

Os pesquisadores explicam que a solidão pode ser lenta, e os problemas relacionados a ela podem levar décadas para se manifestar. Eles acreditam que se forem capazes de identificar indivíduos solitários precocemente, poderão intervir antes que os sintomas apareçam, melhorando a qualidade de vida dessas pessoas e diminuindo os custos para a saúde pública.

Para os pesquisadores, as redes sociais podem ser uma ferramenta valiosa, pois permitem aos pesquisadores e médicos medirem passivamente a solidão ao longo do tempo. A equipe responsável pela pesquisa espera, através da validação dos dados, desenvolver uma ferramenta confiável e precisa para fazer tal monitoramento.

BMJ Journals. DOI: 10.1136/bmjopen-2019-030355.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *