Publicidade

Artigos de saúde

Gravidez é Afetada Pelo Ambiente de Trabalho

Algumas condições de trabalho podem ocasionar efeitos adversos sobre a mãe e seu bebê: é o que indica um artigo publicado na edição de abril da revista Obstetrics and Gynecology, que relata uma análise que cobriu 33 anos de observação de como as condições de trabalho afetam a gestante.

Pesquisadores do Sistema de Saúde da Universidade de Michigan em Ann Arbor verificaram que trabalhos de exigência física, como levantamento ou carregamento repetitivo de cargas pesadas foi significativamente associado com parto prematuro (parto com menos de 37 semanas de gestação); pressão alta materna, também conhecida como pré-eclâmpsia, uma doença que pode matar a mãe e o feto; e bebês com baixo peso. É de conhecimento geral que bebês prematuros ou de baixo peso (menos de 2.500g) apresentam risco aumentado de vários problemas de saúde.

Outras situações associadas com parto prematuro, de acordo com os pesquisadores, foram ficar de pé por tempo prolongado, fadiga no trabalho e trabalho em turnos alteranados.

"As atividades que as mulheres exercem no trabalho afetam a evolução de sua gravidez," disse a líder dos pesquisadores Dra. Ellen Mozurkewich. "Os empregadores devem ou se dispor a levar mulheres grávidas a modificar suas atividades relacionadas ao trabalho, ou devem providenciar licenças maternidade mais longas."

Os pesquisadores observam que os Estados Unidos são um das poucas nações industrializadas no qual a licença maternidade não é remunerada com benefícios de saúde padronizados. Ao contrário, muitos países europeus oferecem algum tipo de compensação durante a licença maternidade. Um estudo nos EUA mostra que muitas mulheres não gozam a licença maternidade por questões financeiras, ou preocupação relacionada à estabilidade no emprego. A lei federal dos Estados Unidos permite que a mulher tire uma licença de 12 semanas sem remuneração e com garantia de emprego.

Os pesquisadores dizem que mudanças na legislação que trata dos direitos da mulher-mãe devem ocorrer na tentativa de minimizar estes impactos deletérios sobre a saúde materna e da criança, garantindo saúde e bem estar para ambos.

Fonte: Obstet Gynecol 2000 Apr,95(4):623-35

Copyright © 2000 eHealth Latin America



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: