Notícias de saúde

Portugal registrou quase 7.000 casos de reação à vacina de COVID-19

10 de junho de 2021 (Bibliomed). Relatório da Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde de Portugal mostrou que, até o final de maio foram notificados 6.995 casos de reações adversas às vacinas para COVID-19 aplicadas no país. Dessas, 68,3% foram referentes à vacina da Pfizer-BioNtech, 21,6% ao imunizante da AstraZeneca, 5,5% da Moderna e 0,2% da Jansen.

As reações mais notificadas foram dor no local da aplicação da injeção, dores musculares e nas articulações, dores de cabeça, febre, fraqueza, fadiga, náuseas, tremores, aumento de gânglios, erupções nas pele e sensação de formigamento. As autoridades de saúde ressaltam que a maioria dessas reações estão dentro do esperado para qualquer vacina e que costumam se resolver em pouco tempo, sem necessidade de intervenção médica ou sequelas.

Entre as 5.790.080 doses administradas no país até o final de maio, foram registrados 44 casos de morte de idosos, todos com comorbidades e cuja relação entre a morte e a vacina não pode ser comprovada.

Fonte: MadreMedia/Lusa. 7 de junho de 2021.

Copyright © 2021 Bibliomed, Inc.

Copyright © 2021 Bibliomed, Inc.

Veja também

Faça o seu comentário
Comentários