Ciclo lunar pode influenciar os ritmos circadianos dos humanos

Comment

Saúde da mulher

Quando cientistas da Universidade de Yale e da Universidade de Washington se uniram a pesquisadores na Argentina para rastrear os padrões de sono de centenas de pessoas, eles ficaram surpresos ao encontrar oscilações sincronizadas ao longo do ciclo lunar de 29,5 dias.

Segundo eles, o ciclo lunar parece influenciar o ritmo circadiano, ou ciclo circadiano, que designa o período de aproximadamente 24 horas sobre o qual se baseia o ciclo biológico de quase todos os seres vivos, sendo influenciado principalmente pela variação de luz, temperatura, marés e ventos entre o dia e a noite.

Os autores afirmaram ficar surpresos ao ver que, para a maioria dos participantes, o tempo e a duração do sono podem variar de 30 a 90 minutos no ciclo lunar. Segundo eles, esses resultados estavam fora das previsões, já que esperava, variações muito suaves, se é que elas aconteceriam.

Os pesquisadores recrutaram alguns milhares de participantes para usar monitores de pulso para monitorar os padrões de sono. A base de voluntários representou jovens e idosos, tano em áreas urbanas quanto rurais, além de algumas centenas de estudantes universitários que moravam em Seattle, e dezenas de membros da comunidade Toba, ou povo Qom, um dos maiores grupos indígenas da Argentina.

O estudo resultou, pelo menos em parte, de conversas com o povo Qom, alguns dos quais mencionaram que as noites de luar eram tradicionalmente usadas para caça e pesca, bem como para camaradagem da comunidade.

Enquanto os pesquisadores esperavam observar ciclos de sono ligeiramente encurtados em noites de luar, eles ficaram surpresos ao descobrir que as pessoas realmente dormiam menos nas noites que antecederam a lua cheia – não a lua cheia em si.

Dados dos monitores de pulso mostraram que o ciclo lunar teve o maior efeito sobre os padrões de sono dos membros da comunidade Toba, a maioria dos quais vive sem eletricidade.

Contudo, os pesquisadores ficaram surpresos ao descobrir que os padrões de sono de estudantes universitários em Seattle – que são regularmente expostos a telas emissoras de luz azul e poluição luminosa urbana – também foram afetados pelo aumento e diminuição da lua.

O acesso à eletricidade e a exposição à luz artificial acalmaram parte da influência da lua no sono, mas os ritmos circadianos dos residentes urbanos ainda oscilavam durante o ciclo lunar de 29,5 dias.

Os pesquisadores disseram esperar que estudos posteriores ajudem a determinar quais tipos de sinais relacionados à lua, como mudanças sutis na gravidade, estão conduzindo esses padrões de sono. Eles também querem descobrir por que o sono atrasa: é porque o relógio biológico de uma pessoa muda? Ou é atrasado porque as pressões do sono mudam e as pessoas não se sentem tão cansadas?

Fonte: Science Advances. DOI: 10.1126/sciadv.abe0465.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *