Publicidade

Notícias de saúde

O esgotamento dos médicos e a alta rotatividade de pessoal na atenção primária

18 de março de 2019 (Bibliomed). As taxas de prevalência de esgotamento (burnout), baixo engajamento e rotatividade são altas entre os médicos e profissionais da atenção primária, de acordo com um estudo publicado na revista Annals of Family Medicine.

Pesquisadores da Universidade da Califórnia em São Francisco entrevistaram 740 médicos de cuidados primários e funcionários em dois sistemas de saúde de São Francisco (2013 a 2014). Os dados da pesquisa sobre burnout e engajamento dos funcionários foram vinculados a dados de escala de emprego a partir de 2016.

Os pesquisadores descobriram que mais da metade dos médicos e funcionários (53%) relataram burnout, apenas 32% dos médicos e 35% dos funcionários relataram alto envolvimento, e 30% dos médicos e 41% dos funcionários não trabalhavam na atenção primária no mesmo sistema dois a três anos depois. A rotatividade clínica foi previsto pelo burnout. Houve uma forte tendência de baixo engajamento que prevê a rotatividade médica. Para os funcionários, nenhuma medida previu significativamente a rotatividade.

Segundo os pesquisadores, os sistemas de saúde precisam entender as causas multifatoriais da rotatividade para desenvolver estratégias eficazes de retenção para médicos e funcionários.

Fonte: Ann Fam Med. Vol. 17. No. 1. Pages 36-41.

Copyright © 2019 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: