Publicidade

Notícias de saúde

Morte súbita cardíaca em adolescentes que jogam futebol pode não ser identificada em exames de triagem

19 de outubro de 2018 (Bibliomed). Entre os adolescentes que jogam futebol no Reino Unido, a incidência de morte súbita cardíaca é de 6,8 por 100.000 atletas, e a maioria das mortes foi devida a cardiomiopatias não identificadas em exames de triagem cardíaca, de acordo com um estudo publicado no New England Journal of Medicine.

Investigadores da Universidade de Londres examinaram 11.168 adolescentes atletas no programa de triagem cardíaca da Associação Britânica de Futebol. As mortes súbitas cardíacas foram identificadas e confirmadas com relatórios de autópsia.

Os pesquisadores descobriram que 0,38% dos atletas foram encontrados como tendo distúrbios cardíacos durante a triagem, os quais foram correlacionados com a morte súbita cardíaca; outros 2% dos atletas apresentavam anomalias congênitas ou valvulares. Houve 23 mortes por qualquer causa após a triagem, das quais oito (35%) foram mortes súbitas atribuídas a doença cardíaca. Sete das oito mortes súbitas foram explicadas por cardiomiopatia. Resultados normais de triagem cardíaca foram observados em seis daqueles com morte súbita cardíaca. Do rastreamento à morte súbita cardíaca, houve uma média de 6,8 anos. A incidência de morte súbita cardíaca em jogadores de futebol adolescentes previamente selecionados foi de um para 14.794 pessoas-ano, com base em um total de 118.351 pessoas-ano (6,8 por 100.000 atletas).

Este é um número consideravelmente maior do que as estimativas anteriores entre os atletas que foram selecionados com o uso de história e exame físico apenas ou que não foram submetidos a triagem cardíaca, segundo os autores.

Fonte: N Engl J Med 2018; 379:524-534.

Copyright © 2018 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: