Publicidade

Notícias de saúde

Associações longitudinais entre o uso da tecnologia pelos pais, estresse parental e problemas de comportamento infantil

11 de outubro de 2018 (Bibliomed). O uso de dispositivos digitais pelos pais pode exacerbar o mau comportamento de seus filhos, de acordo com um estudo publicado na revista Pediatric Research.

Pesquisadores da Universidade do Estado de Illinois e da Universidade de Michigan investigaram associações bidirecionais entre uso de tecnologia pelos pais e comportamento infantil (183 casais com uma criança pequena [idade média de 3,0 anos]). Além disso, os autores procuraram entender a associação com o estresse parental. Dados foram levantados no momento inicial e, em seguida, em um, três e seis meses.

Os pesquisadores descobriram que, em todos os momentos, o maior comportamento de externalização infantil previa uma maior interferência da tecnologia, através de um maior estresse parental. Além disso, a interferência tecnológica previa frequentemente um maior comportamento de externalização. As associações entre o comportamento de internalização da criança e a interferência da tecnologia foram mais fracas, com associações bidirecionais mais consistentes para comportamentos de abstinência infantil.

Estes resultados sugerem dinâmica bidirecional em que os pais por comportamento difícil de seu filho, podem então retirar-se das interações entre pais e filhos através da tecnologia. Além disso, este maior uso da tecnologia durante as interações entre pais e filhos podem influenciar a externalização e comportamentos de abstinência por mais tempo.

Fonte: Pediatric Research (2018).

Copyright © 2018 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: