Publicidade

Notícias de saúde

Associação entre burnout, fadiga e trabalho e erros médicos

17 de agosto de 2018 (Bibliomed). Os graus de segurança de burnout, fadiga e trabalho do médico são independentemente associados a erros médicos, de acordo com um estudo publicado na revista Mayo Clinic Proceedings.

Pesquisas da Stanford University, na Califórnia conduziram uma pesquisa de base populacional de 6.695 médicos em atividade dos EUA para avaliar burnout, fadiga, ideação suicida, grau de segurança da unidade de trabalho e erros médicos recentes.

Os pesquisadores descobriram que 55% dos entrevistados relataram sintomas de burnout, 33% relataram fadiga excessiva e 6,5% relataram ideação suicida recente. Além disso, 3,9% relataram nível de segurança ruim ou insatisfatório do paciente em sua principal área de trabalho e 11% relataram erro médico grave nos três meses anteriores. Médicos que reportaram erros eram mais propensos a relatar sintomas atuais de burnout (78% versus 52%), fadiga (47% versus 31%), e recente ideação suicida (13% versus 6%).

Assim, as intervenções para reduzir as taxas de erros médicos devem abordar tanto o bem-estar dos profissionais quanto a segurança da unidade de trabalho.

Fonte: Mayo Clinic Proceedings.

Copyright © 2018 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: