Publicidade

Notícias de saúde

Novas recomendações do FDA relativas a alergia ao amendoim em crianças

19 de setembro de 2017 (Bibliomed). A maioria dos indivíduos que são alérgicos aos amendoins desenvolveu esta alergia no início da vida e nunca a superou. É difícil encontrar um pai que não conhece uma criança que sofra de uma alergia séria ao amendoim. Mesmo que nossos próprios filhos não tenham alergia ao amendoim, a maioria de nós tem amigos ou parentes cujas crianças a tem. Isso não é surpreendente, uma vez que a prevalência de alergia a amendoim mais do que duplicou em crianças no período de 1997 a 2008. Atualmente, cerca de dois% das crianças norte-americanas são alérgicas aos amendoins.

O FDA (Food and Drug Administration) dos Estados Unidos, reconhecendo a importância das decisões alimentares baseadas na ciência, respondeu a uma petição para uma nova reivindicação de saúde qualificada que afirma que "para maioria dos bebês com eczema grave e/ou alergia a ovos que já estejam ingerindo alimentos sólidos, a introdução de alimentos contendo amendoim moído entre quatro e dez meses de idade e o seu consumo contínuo pode reduzir o risco de desenvolver alergia ao amendoim na idade de cinco anos”.

Esta é a primeira vez que a FDA reconheceu uma reivindicação de saúde qualificada para prevenir uma alergia alimentar. O objetivo é garantir que os pais estejam a par destas recentes modificações científicas e possam tomar decisões informadas ao abordar esses problemas referentes a alergia alimentar.

Fonte: FDA statement, September 7, 2017

Copyright © 2017 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: