Publicidade

Notícias de saúde

Hackers atacam hospitais para receber resgate

07 de junho de 2017 (Bibliomed). Os hackers estão cada vez mais buscando atingir os hospitais, usando vírus para bloquear seus sistemas de computador e também dados médicos importantes, além de outros arquivos nos diferentes sistemas, de acordo com uma observação publicada na revista BMJ. A observação se refere ao recente ataque cibernético global recentemente ocorrido, e que atingiu muitos hospitais, principalmente na Inglaterra e nos Estados Unidos.

Os vírus de computador que bloqueiam os arquivos para a obtenção de vantagens são chamados de ransomware. Esses ataques impedem que os hospitais acessem os dados armazenados em seus computadores até que paguem um resgate. Deste modo, com este tipo de ocorrência, os hospitais deveriam estar preparados para esses eventos.

O Hollywood Presbyterian Medical Center em Los Angeles foi alvo de um ataque ransomware em fevereiro de 2016.O hospital inicialmente negou rumores de que seu sistema de computador foi mantido por mais de US$ 3 milhões, que teriam sido pagos como resgate. Mas dez dias depois, o centro médico pagou US$ 17 mil para recuperar o acesso aos seus dados.

Este foi o primeiro caso em que um hospital admitiu que pagou um resgate por seus arquivos de computador. Desde então, outras instalações médicas americanas têm enfrentado ataques semelhantes, incluindo hospitais na Califórnia, Indiana, Kentucky, Maryland e Texas. O Federal Bureau of Investigation (FBI) informou um aumento de quatro vezes em ataques ransomware de 2015 a 2016. Esses ataques resultaram em um total de US$ 1 bilhão sendo pago a hackers, segundo o FBI.

Fonte: BMJ 2017;357:j2214

 

Copyright © 2017 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: