Publicidade

Notícias de saúde

Estresse e ansiedade podem levar pacientes a tratamentos desnecessários para o câncer de próstata

13 de fevereiro de 2017 (Bibliomed). A ansiedade pode levar certos pacientes com câncer de próstata a optar para tratamentos que sejam potencialmente desnecessários. Isso é que sugere um novo estudo publicado na revista The Journal of Urology.

A pesquisa incluiu mais de 1.500 homens com câncer de próstata localizado diagnosticado recentemente. Estes pacientes eram mais propensos a escolher a terapia cirúrgica e a irradiação ao invés da vigilância ativa. A vigilância ativa - também conhecida como "espera vigilante" - é quando o paciente é acompanhado de perto, mas não tratado.

Na verdade, o alto nível de estresse emocional dos homens logo após o diagnóstico do câncer de próstata aumenta a probabilidade de escolher uma cirurgia ao invés da vigilância ativa. A angústia emocional pode motivar os homens com câncer de próstata de baixo risco a escolherem um tratamento mais agressivo.

O tipo de tratamento escolhido é uma preocupação, porque tanto a cirurgia e a terapia de irradiação podem causar efeitos secundários, tais como: disfunção eréctil e incontinência. Estes problemas poderiam ser evitados em homens com câncer de próstata de baixo risco, caso preferissem a vigilância ativa.

Embora o estudo tenha demonstrado uma associação entre ansiedade e a escolha de um tratamento mais agressivo, ele não conseguiu provar uma relação de causa e efeito.

Fonte: News release, University at Buffalo, January 2017

Copyright © 2017 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: