Publicidade

Notícias de saúde

Informações imprecisas em rótulos de alimentos pode colocar em risco pessoas alérgicas

02 de janeiro de 2017 (Bibliomed). Os consumidores são muitas vezes confundidos por rótulos de alimentos que alertam sobre potenciais alérgenos; erros decorrentes destas confusões e as suas consequências podem ser graves, de acordo com a pesquisa publicada on-line no Journal of Allergy and Clinical Immunology: In Practice.

Pediatras nort-eamericanos realizaram uma pesquisa on-line de 6.684 entrevistados nos Estados Unidos e Canadá. Aqueles que responderam às perguntas tiveram alergia alimentar, tiveram alguém na família que a apresentavam, ou eles eram um pai ou cuidador de alguém com alergia alimentar e compravam alimemntos para essa pessoa.

Os pesquisadores descobriram que cerca de metade (46%) dos entrevistados achavam que os rótulos de precaução eram exigidos por lei. Um terço (37%) pensava que esses rótulos eram baseados nas quantidades de um alérgeno que poderia estar presente em um produto alimentar. Quarenta% dos compradores que lidam com alergias alimentares compraram produtos com rótulos de precaução.

Rótulos de precaução podem indicar que um produto "pode ​​conter" um alérgeno específico ou um alimento é "fabricado em uma instalação" que tem produtos contendo um alérgeno específico. Os dois rótulos são igualmente perigosos: a quantidade de alérgeno necessária para desencadear uma reação varia de pessoa para pessoa, por isso é impossível saber se um produto que diz "pode ​​conter" um alérgeno específico será perigoso ou não.

Fonte: Journal of Allergy and Clinical Immunology: In Practice. DOI:10.1016/j.jaip.2016.09.020

Copyright © 2017 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: