Publicidade

Notícias de saúde

Terapia de privação de androgênio no câncer de próstata aumenta risco de demência

15 de dezembro de 2016 (Bibliomed). O risco de demência pode estar dobrado em pacientes com câncer de próstata que são tratados com a terapia de privação de androgênio (ADT), de acordo com um estudo publicado na revista JAMA Oncology.

Pesquisadores americanos analisaram dados de 9.272 homens com câncer de próstata. Desses homens, 1.826 receberam ADT. Os pesquisadores descobriram que os homens que receberam ADT eram mais susceptíveis de serem diagnosticados com demência durante um período de acompanhamento de cinco anos. Na verdade, os homens que se submeteram à ADT tiveram um risco 7,9% de desenvolver demência dentro de cinco anos de tratamento, em comparação com um risco 3,5% para pacientes com câncer de próstata que não receberam a terapia.

O estudo concluiu que a privação da terapia hormonal para o tratamento do câncer da próstata pode estar associado com um aumento do risco de demência. Este estudo complementa pesquisas anteriores que sustentam uma associação entre a doença de Alzheimer e ADT e sugere que a ADT pode afetar mais amplamente a função cognitiva.

Fonte: JAMA Oncol. Published online October 13, 2016. doi:10.1001/jamaoncol.2016.3662

Copyright © 2016 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: