Publicidade

Notícias de saúde

Pacientes em UTI que dormem mal têm pior recuperação

07 de novembro de 2016 (Bibliomed). A maioria dos médicos acredita que o sono na unidade de terapia intensiva (UTI) é ruim e que a falta de sono afeta adversamente os resultados dos pacientes, segundo um estudo publicado na revista Annals of American Thoracic Society.

Pesquisadores norte-americanos examinaram percepções e práticas dos cuidadores sobre o sono na UTI. O Sleep in the ICU Survey foi uma pesquisa realizada aos prestadores de cuidadso em UTI; 1.223 pesquisas foram preeenchidas pelos prestadores de 24 países.

Os entrevistados eram principalmente enfermeiros e médicos (59 e 39%, respectivamente). A maioria dos entrevistados relatou que pacientes de UTI tinham o sono ruim ou muito ruim (75%) e que o processo de recuperação de UTI poderia ser afetado pela falta de sono (88%). Pouco sono também foi associado a resultados de UTI negativos, incluindo o desenvolvimento de delirium (97%), mais tempo de permanência (88%), a participação ruim na fisioterapia (87%), e atraso na suspensão da ventilação mecânica (83%).

Embora a maioria dos médicos acreditam que o sono na UTI é ruim e afeta negativamente os resultados dos pacientes, uma minoria das UTIs pesquisadas tinham protocolos de promoção do sono.

Fonte: Annals of the American Thoracic Society, Vol. 13, No. 8 (2016), pp. 1370-1377.

Copyright © 2016 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: