Publicidade

Notícias de saúde

Crise econômica eleva consumo de álcool e índices de suicídio

06 de junho de 2016 (Bibliomed). Pesquisa publicada na revista Alcoholism: Clinical and Experimental Research mostrou que a crise econômica afeta diretamente no consumo de álcool e em taxas de suicídio na população afetada por ela, especialmente entre os homens.

Estudos anteriores descobriram uma ligação entre o aumento do risco de suicídio entre americanos e as crises econômicas. Assim, investigadores da Universidade da Califórnia em Los Angeles decidiram examinar se o álcool tem algum papel nesta associação.

Os pesquisadores analisaram dados de 16 estados americanos para comparar o uso de álcool entre vítimas de suicídio e da população em geral em 2005-2007, durante a recessão de 2008-2009, e novamente em 2010-2011. A porcentagem de vítimas de suicídio que estava bêbada no momento da sua morte aumentou durante a recessão. Entre os homens, beber de modo “pesado” entre as vítimas de suicídio aumentou mais do que na população em geral.

Mas o mesmo não é verdadeiro para as mulheres que morreram por suicídio. Em vez disso, a taxa de consumo excessivo de álcool por mulheres era idêntica ao da população em geral.

Os resultados mostram a "importância acrescida" de beber como um fator de risco para o suicídio entre os homens durante a recessão económica, de acordo com os pesquisadores.

Fonte: University of California, Los Angeles, news release, May 2016

Copyright © 2016 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: