Publicidade

Notícias de saúde

Anatomia feminina é a maior responsável pela mulher atingir o orgasmo

06 de maio de 2016 (Bibliomed). Apesar de ser assim muitas vezes retratado em filmes e na TV, a maioria das mulheres não consegue atingir o orgasmo apenas com a penetração durante a relação sexual. Entre 70% a 90% das mulheres são incapazes de atingir o orgasmo com a penetração. E a culpa disso pode ser simplesmente da anatomia de cada mulher.

A revisão de evidências foi conduzida por pesquisadores do departamento de anatomia na Indiana University School of Medicine. O estudo foi publicado on-line em 04 de abril de 2016 na revista Clinical Anatomy.

A capacidade de cada mulher ao orgasmo durante o sexo depende quase inteiramente do desenvolvimento físico que ocorreu enquanto ela ainda estava no útero de sua mãe, de acordo com os autores da revisão. Durante a gestação, o clitóris começa a se mover para cima e para longe da abertura vaginal, disseram os pesquisadores.

Mas entre as mulheres cujos clitóris se movem muito para cima, pode ser muito difícil ou mesmo impossível ter um orgasmo durante o sexo, porque o ato sexual tradicional não fornece atrito suficiente para estimular o clitóris.

Os investigadores disseram que descobriram a distância entre o clitóris de uma mulher e sua abertura urinária, que pode prever se ela será capaz de atingir o orgasmo durante o sexo, sem qualquer estímulo adicional. O "número mágico" é de 2,5 centímetros. É uma correlação tão forte que se uma mulher tiver uma distância de 3 centímetros, pode-se prever de forma muito confiável que ela não conseguirá atingir orgasmo com a relação sexual.
Outros fatores, como o tamanho do pénis, da habilidade do parceiro sexual ou a intensidade do desejo podem ​​ter algum efeito, mas é realmente a distância anatômica que parece ser preditiva.

Fonte: Clinical Anatomy, online April 4, 2016.

Copyright © 2016 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: