Publicidade

Notícias de saúde

Enxaqueca piora em mulheres na menopausa

05 de fevereiro de 2016 (Bibliomed). Cerca de 12% dos norte-americanos apresentam enxaquecas, e as mulheres as apresentam três vezes mais frequentemente do que os homens.

Segundo um novo estudo, para as mulheres que sofrem de enxaqueca, a frequência de dores de cabeça intensas destes parece aumentar à medida que se aproximam da menopausa, pois as mudanças nos hormônios femininos, como o estrogênio e progesterona que ocorrem durante a perimenopausa, podem desencadear o aumento das dores.

A nova pesquisa incluiu mais de 3.600 mulheres que sofreram enxaquecas antes e durante a menopausa. O risco de enxaquecas de alta frequência (10 ou mais por mês) aumentou 60% durante o período de transição para a menopausa marcado por ciclos menstruais irregulares (perimenopausa). O risco de enxaqueca foi maior durante a fase posterior da perimenopausa, quando as mulheres têm baixos níveis de estrogênio, segundo o estudo.

Mas hormônios podem não ser sempre os culpados. Embora o número de enxaquecas tenha aumentado 76% durante a menopausa, algumas dores de cabeça podem ser o resultado de uso excessivo de medicação, que é comum nesta faixa etária.

Este aumento do uso de medicamentos ocorre porque, as mulheres, à medida que envelhecem, desenvolvem vários tipos de dores (articulações, dores nas costas, etc), e é possível que o uso excessivo de medicamentos para estas dores podem realmente conduzir a um aumento das dores de cabeça para o grupo na menopausa.

O estudo foi publicado online em 21 de janeiro na revista Headache: The Journal of Head and Face Pain.

Fonte: Montefiore Health System, news release, Jan. 21, 2016

Copyright © 2016 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: