Publicidade

Notícias de saúde

Adolescentes estão usando mais medicamentos antipisicóticos

12 de agosto de 2015 (Bibliomed). De 2006 a 2010 houve um aumento no uso de medicação antipsicótica entre adolescentes e adultos jovens, de acordo com um estudo publicado online na revista JAMA Psychiatry.

Pesquisadores da Universidade de Columbia, em Nova York, e colegas conduziram uma análise retrospectiva descritiva de prescrições de antipsicóticos em pacientes com idades entre 1 e 24 anos utilizando dados de 2006, 2008, 2010, e um subconjunto a partir de 2009.

Os pesquisadores descobriram que em 2006 e 2010 as porcentagens de jovens usando antipsicóticos foram de 0,14 e 0,11%, respectivamente, para as crianças mais novas (1-6 anos); 0,85 e 0,80% para crianças mais velhas (7-12 anos); 1,10 e 1,19% para adolescentes (13 aos 18 anos); e 0,69 e 0,84% para os adultos jovens (19-24 anos). Os pacientes do sexo masculino foram mais propensos a usar antipsicóticos do que as do sexo feminino em 2010, particularmente durante a infância e adolescência. Entre aqueles tratados com antipsicóticos em 2010, as crianças mais jovens tinham menor probabilidade de receber uma prescrição de um psiquiatra do que outros grupos etários (57,9 contra 70,4-77,  9%). Entre aqueles com quadros de transtornos mentais tratados com antipsicóticos, o transtorno de déficit de atenção / hiperatividade foi o diagnóstico mais comum em crianças e adolescentes mais jovens e mais velhos, e a depressão foi o diagnóstico mais comum em adultos jovens.

O pico do uso de antipsicóticos na adolescência, especialmente entre os meninos, e os padrões de diagnóstico clínicos são consistentes com o tratamento de comportamentos impulsivos e agressivos desenvolvimentais em vez de sintomas psicóticos, escrevem os autores.

Fonte:  JAMA Psychiatry. Published online July 01, 2015. doi:10.1001/jamapsychiatry.2015.0500

Copyright © 2015 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: