Publicidade

Notícias de saúde

Cochilos no horário de trabalho melhoram as respostas emocionais dos indivíduos

14 de julho de 2015 (Bibliomed). Uma nova pesquisa indica que tirar uma soneca durante o trabalho pode ajudar os trabalhadores a serem mais produtivo. Um estudo da Universidade de Michigan descobriu cochilos ou interrupções prolongadas durante o dia de trabalho poderiam aliviar a frustração, ajudar a compensar o comportamento impulsivo e aumentar a segurança no local de trabalho.

Um número crescente de pessoas não conseguem ter uma noite de sono plena, o que pode tomar levar a uma piora em seu nível de energia, na capacidade de atenção  na memória, notaram os pesquisadores.

Para examinar como uma pequena sesta afetaria as emoções das pessoas, a equipe analisou 40 pessoas entre as idades de 18 e 50 anos e que tinham um horário de sono consistente. Durante três noites, os voluntários seguiram esse cronograma antes de realizar vários testes em computadores e respondendo perguntas sobre sonolência, estado de espírito e impulsividade.

Em seguida, os pesquisadores designaram aleatoriamente um cochilo de uma hora de duração para alguns participantes. O restante teve que assistir a um vídeo sobre a natureza, e não foram autorizados a cochilar. Os participantes foram então testados novamente.

Aqueles que cochilavam eram mais pacientes, gastando mais tempo tentando resolver um problema do que aqueles que não tiveram uma hora de descanso. Aqueles que cochilavam também se sentiam menos impulsivos, segundo o estudo publicado online 29 de junho na revista Personality and Individual Differences.

Os pesquisadores disseram que suas descobertas apoiam estudos anteriores, que descobriram que a privação do sono faz com que seja mais difícil para as pessoas controlarem as respostas emocionais negativas.

Fonte: University of Michigan, news release, June 29, 2015.

Copyright © 2015 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: