Publicidade

Notícias de saúde

Diabetes leva a maior risco cardíaco para as mulheres do que para os homens

2 de junho de 2014 (Bibliomed). O diabetes parece representar um risco maior para a saúde do coração para as mulheres do que para os homens, indicam os resultados de uma recente pesquisa.

Segundo estudo publicado online na revista Diabetologia, o risco de doença cardíaca coronária relacionada com o diabetes é entre 40 a 50 por cento maior para as mulheres que para os homens. O estudo foi realizado na Universidade de Queensland, na Austrália.

Os resultados suportam os resultados de uma análise anterior que verificou que mulheres com diabetes têm um risco de morte por doença cardíaca quase 50 por cento maior em comparação com os homens com diabetes.

Esta diferença poderia provir do fato de que os homens desenvolvem o quadro completo de  diabetes tipo 2 mais cedo do que as mulheres e com um peso inferior. Devido a isso, os homens recebem tratamento agressivo mais cedo, tanto para a sua diabetes e riscos de saúde potenciais do coração, como hipertensão arterial ou níveis elevados de colesterol.

Em relação às mulheres,  os autores do estudo citaram dados que mostram que o índice de massa corporal (IMC ) das mulheres no momento de seu diagnóstico de diabetes tende a ser quase duas unidades maior do que em homens. O IMC é uma pontuação que mede se uma pessoa é considerada acima do peso em relação à sua altura.

O estudo parece sugerir que não é que as mulheres não estão sendo tratadas, é mais que elas estão com um quadro mais avançado de sua doença global quando são diagnosticadas.

Para chegar a estas conclusões, foram analisados os dados de saúde de mais de 850 mil pessoas reunidos a partir de 64 estudos diferentes realizados entre 1966 e 2013.

Fonte: Diabetologia,  DOI 10.1007/s00125-014-3260-6.

Copyright © 2014 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: