Publicidade

Notícias de saúde

Falta de pediatras ameaça a saúde das crianças

04 de fevereiro de 2014 (Bibliomed). Na década de 1990, a procura pela especialização em pediatria aumentou em 67%, quando comparada com a década anterior. Contudo, analisando os dados de 1999 com os de 2013, observa-se uma queda de 55% na procura pela pediatria entre os formandos em medicina.

Para especialistas, considerando o cenário atual, onde houve um aumento significativo no número de faculdades de medicina e de formandos, a queda gera preocupação. Se há 15 anos, 15% a 20% dos formandos procuravam a pediatria como especialidade, hoje esse número é inferior a 8%.

Uma das causas da baixa procura por pediatria é a remuneração. Diferentemente de outras especialidades médicas, que têm a possibilidade de realizar exames ou procedimentos, a única fonte do pediatra no Brasil é a remuneração pela consulta ou por plantões. Com a desvalorização salarial destas atividades, tanto no sistema público quanto na rede suplementar, os jovens médicos não se interessam mais pela pediatria.

O preço médio recebido por um pediatra é de R$70,00 por consulta, o que faz com que os profissionais façam uma jornada de trabalho exaustiva Há ainda outro fator que implica na baixa procura dos estudantes pela área profissional. Para ter o conhecimento necessário para o atendimento pediátrico adequado é necessário muito estudo e dedicação. A evolução da especialidade foi de tal ordem que gerou a necessidade de estender os programas de residência médica em pediatria, atualmente com duração de dois anos, para três a partir de 2015.

Fonte: Acontece Comunicação e Notícias, 28 de janeiro de 2014

Pediatras correm o risco de apanhar dos pais de pacientes. Entenda porque em Boa Saúde

Como os pais desejam ser recebidos pelos pediatras? Descubra em Bibliomed

Copyright © 2014 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: