Publicidade

Notícias de saúde

Compartilhar a cama com bebês pode matá-los

22 de outubro de 2013 (Bibliomed). Pais que têm o costume de dividir a cama com os filhos precisam ficar atentos, pois essa prática pode levar à asfixia da criança e resultar em morte. A asfixia está entre os principais agentes de morte entre crianças de zero a quatro anos.

De acordo com pesquisadores da Universidade Positivo, no Paraná, a criança deve ser mantida em berço individual, no mesmo quarto dos pais, até os dois meses de vida, para diminui o risco de asfixia e de morte súbita

A asfixia pode deixar sequelas neurológicas graves. Fatores como posição inadequada da criança ao dormir, uso de tabaco materno e superfície macia influenciam no risco de morte súbita.

É possível adotar algumas medidas para evitar o risco de morte súbita em crianças, como colocá-la em uma posição supina ao dormir, evitar exposição ao tabaco antes e após o nascimento, e certificar que a cabeça da criança esteja descoberta.

O diagnóstico precoce é de vital importância no planejamento do manejo da criança. É importante informar às famílias os riscos do ato de partilhar a cama com crianças.

Fonte: 36º Congresso Brasileiro de Pediatria, 08 a 12 de outubro, Rio de Janeiro, Brasil

Saiba mais sobre os riscos de dormir com bebês na cama em Boa Saúde

Alcoolismo materno está relacionado a um maior risco de morte súbita em crianças. Leia em Bibliomed

Copyright © 2013 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: