Publicidade

Notícias de saúde

Ovo pode não fazer mal à saúde

24 de julho de 2013 (Bibliomed). Durante anos acreditou-se que o ovo era um vilão do colesterol. No final do século 20, pesquisadores diziam que a ingestão de mais de dois ovos por semana poderia aumentar os níveis de gordura no sangue.

O mito de que o ovo faz mal ao colesterol surgiu em 1973, quando a Associação Americana do Coração recomendou limitar a ingestão de ovos a um máximo de três por semana. A partir de então, o ovo passou a ser marginalizado na alimentação.

Contudo, pesquisadores da Universidade de Granada, na Espanha, acreditam que os ovos podem não ser tão vilões quanto se diz. Eles explicam que o ovo não é rico em gorduras saturadas, o que não faria mal à saúde. Um ovo de tamanho médio contém 200 miligramas de colesterol, mas tem mais gorduras insaturadas do que gorduras saturadas, e tem apenas 70 calorias.

O Dr. Alberto Soriano Maldonado, coordenador do estudo, explica que o estudo mais recente sobre o estudo revela que comer mais ovos não está associado com um aumento no colesterol sérico em adolescentes, independentemente da quantidade de atividade física praticada por esses.

Em pesquisa realizada pela equipe do Dr. Maldonado, os pesquisadores descobriram que a ingestão de grandes quantidades de ovos não está ligada ao colesterol sérico e nem à pior saúde cardiovascular.

Fonte: Diário da Saúde, 23 de julho de 2013

É possível superar alergia a ovos? Descubra em Boa Saúde

Veja a relação entre o consumo de ovos e a saúde cardiovascular em Bibliomed

Copyright © 2013 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: