Publicidade

Notícias de saúde

Tratamentos contra acne combatem a doença e também o envelhecimento da pele em mulheres

07 de maio de 2013 (Bibliomed). As doenças que afetam a aparência da pele podem ser muito prejudiciais para a qualidade de vida do paciente, e a acne não é uma exceção. Esse problema pode ser debilitante de diversas formas, afetando a autoestima do paciente e interferindo também na sua vida social e profissional.

A literatura médica mostra que as mulheres têm maiores chances de desenvolverem acne na vida adulta, e felizmente existe um grande número de tratamentos disponíveis para o controle da doença de forma eficiente e com uma grande vantagem: o combate aos sinais precoces de envelhecimento.

O primeiro passo para lidar com o problema é identificar o tipo de acne. De acordo com o dermatologista Joshua Zeichner, do Centro Médico Mounte Sinai em Nova York (EUA), a acne é normalmente classificada como inflamatória – com nódulos profundos espalhados, ou não inflamatória – com cravos brancos e pretos. Cada tipo de acne pede um tratamento diferente que lidará com os problemas atuais, evitando o retorno dos sintomas e ajudará no retardo do envelhecimento da pele.

Para os tratamentos tópicos são usados medicamentos que contém derivativos de vitamina A, que são normalmente prescritos para tratar a acne inflamatória e não-inflamatória. Eles funcionam como prevenção para a formação de espinhas porque ajudam o óleo da pele a ser expelido pelo folículo. Esse método auxilia no combate contra o envelhecimento por estimular a produção do colágeno, minimizar rugas e ajudar no tratamento da pele danificada pelo sol.

A acne é muito influenciada por hormônios em mulheres, e, por isso, pode ser interessante realizar tratamentos hormonais. Os contraceptivos orais podem controlar a acne em mulheres adultas, podendo ser usado sozinho ou juntamente com outro medicamento. Porém, o uso de contraceptivos orais não é indicado para todas as mulheres, fazendo com que seja necessário avaliar corretamente a paciente e realizar um monitoramento cuidadoso do tratamento.

Quando a condição não responde às terapias tradicionais o dermatologista pode sugerir tratamentos com lazer ou com luz. Alguns dispositivos tratam as lesões e removem o excesso de óleo da pele, combatendo a inflamação e as bactérias. Outros aparelhos tratam manchas vermelhas ou escuras associadas à doença, melhorando a aparência da cicatrização das lesões da acne. Muitos dos lasers aplicados nessas situações também trazem benefícios como a suavização de rugas e a melhora do tom e da textura da pele.

Além dos tratamentos prescritos pelos dermatologistas, o paciente pode adotar hábitos que ajudarão na eficácia do tratamento. Uma rotina de limpeza e de hidratação apropriada tem efeitos como a redução do brilho e da oleosidade da pele. Porém, os produtos devem ser indicados pelo profissional, já que casos diferentes pedem que os produtos tenham propriedades específicas.

“Hoje em dia, mulheres com acne têm um número de boas opções de tratamento, e é um bônus adicional que o tratamento pode ser customizado para abordar a acne e também o envelhecimento da pele”, explica o Dr. Zeichner. “Com a acne é importante abordar o problema nos primeiros estágios para evitar cicatrizes permanentes ou manchas escuras que podem resultar das lesões da acne. Se a acne não estiver melhorando depois de aproximadamente um mês de uso de produtos de venda livre, procure um dermatologista certificado”.

O dermatologista recomenda algumas dicas que podem evitar a acne e ajudar no controle dos sintomas da doença:

- Lave o rosto duas vezes por dia e depois de se exercitar.

- Não use produtos para a acne exageradamente, ou a pele poderá ficar vermelha e irritada.

- Não esprema cravos e espinhas. Isso aumentará o trauma causado à pele e o risco de cicatrização.

- Escolha maquiagens baseadas em minerais, que cobrem a pele sem obstruir os poros.

- Proteja sua pele da exposição solar de forma apropriada, já que alguns medicamentos contra a acne podem deixar a pele mais vulnerável.

O tema foi apresentado na 71ª reunião anual da American Academy of Dermatology, que aconteceu entre os dias 1 e 5 de março de 2013.

Fonte: American Academy of Dermatology, 1º a 5 de maio em Miami Beach, nos Estados Unidos.

Copyright © 2013 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: