Publicidade

Notícias de saúde

Tabagismo na adolescência prejudica ossos de meninas

06 de dezembro de 2012 (Bibliomed). Meninas que se tornam adeptas do tabagismo durante a adolescência podem estar elevando seus riscos de desenvolverem osteoporose.

Cigarros têm um efeito maior em ossos do quadril e da coluna lombar ou inferior. Essas áreas são locais comuns de ocorrência de fraturas em mulheres idosas que têm osteoporose.

Pesquisadores analisaram os efeitos do tabagismo, da depressão e da ansiedade na densidade mineral óssea (DMO) em 262 meninas entre as idades de 11 e 19 anos. A literatura médica mostra que esses fatores podem ser associados à DMO em adultos.

Todas as meninas do estudo, sendo fumantes ou não, entraram na adolescência com níveis equivalentes de DMO na coluna lombar e inferior. Porém, com o tempo, meninas que fumavam ganharam quantidades menores de DMO nessas áreas.

Meninas deprimidas também tinham níveis mais baixos de DMO na coluna, quando comparadas a garotas que tinham menos sintomas da doença. A ansiedade parece não ter afetado o DMO das participantes da pesquisa.

“Se você olha uma menina de 19 anos de idade, a diferença na DMO da coluna lombar versus a de fumantes diários é semelhante ao que uma adolescente normalmente ganharia em osso durante um ano”, explica a pesquisadora Lorah Dorn, do Centro Médico do Cincinnati Children's Hospital.

O estudo foi publicado no periódico Journal of Adolescent Health.

Fonte: Live Science, 4 de dezembro de 2012

Copyright © 2012 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: