Publicidade

Folhetos de saúde

Alergia a roupas íntimas

© Equipe Editorial Bibliomed

Pessoas que sofrem com alergias comumente queixam-se de coceira e desconforto nas áreas íntimas relacionados ao tipo de calcinha, cueca ou sutiã com que têm contato. A alergia a roupas íntimas é relativamente comum, e pode trazer muito desconforto e constrangimento caso não possa ser controlada.

O que é uma alergia?

Alergia é uma reação exagerada do organismo a um estímulo que deveria ser neutro, mas que é interpretado como sendo muito perigoso, desencadeando uma ativação do sistema de defesa (imunológico) incompatível com a ameaça recebida.

Como roupas íntimas podem causar alergias?

Existem muitos tipos de alergias. Um deles envolve o contato da pele com substâncias à qual a pessoa se mostra sensibilizada (alérgica). Essas substâncias podem ser metais de bijuterias, látex de sandálias, e mesmo o material com que é confeccionada uma roupa íntima, seja ela feminina ou masculina.

Como funciona a alergia a roupas íntimas?

Formalmente, a alergia às roupas íntimas é uma alergia de contato. Substâncias presentes na roupa íntima e que são capazes de causar alergias (alérgenos) entram em contato com a pele e atravessam suas camadas superficiais, quando então alcançam as células do sistema imunológico que iniciam uma cascata de reações que culminam com o processo alérgico.

Quais são os sintomas da alergia às roupas íntimas?

Os principais sintomas de alergia às roupas íntimas são a coceira (prurido) e a vermelhidão, que podem vir acompanhadas de edema em forma de placas (esse conjunto de sintomas é comumente chamado de urticária).

Onde esses sintomas aparecem?

Ao contrario do que muita gente pensa, os sintomas não precisam estar necessariamente relacionados aos genitais: é possível manifestar os sintomas de alergia à distância, longe do local onde as roupas íntimas entram em contato com a pele.

O que fazer em caso de alergia às roupas íntimas?

Nesses casos, como em toda alergia de contato, é importante afastar-se do estímulo que causa a alergia. Normalmente, alguma substância presente em certos tecidos é que causam a alergia, e basta então escolher peças feitas de algodão puro, sem tecidos sintéticos.

Por que algodão e não outros tecidos?

A prática mostra que fios sintéticos causam mais alergias que fios de algodão, e a maioria das pessoas com alergia às fibras sintéticas se adaptam bem ao uso do algodão. Mas atenção: peças de algodão, mas que contenham um pouco de fios sintéticos, mesmo que nas costuras, podem causar alergias. Até mesmo o elástico das pecas de algodão pode causar alergia em algumas pessoas.

E se isso não resolver?

Nesse caso pode ser necessário abandonar mesmo o uso de peças de algodão, ou usar outra estratégia para controlar a alergia, o que pode envolver o uso de medicamentos.

LEMBRE-SE: apenas um médico está autorizado a diagnosticar e tratar qualquer pessoa com os sintomas acima. Em caso de dúvida, consulte seu médico.

Fonte: Bibliomed (www.bibliomed.com.br)

 


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: