Publicidade

Exames de rotina

Periodicamente seu médico solicita alguns exames para que possa fazer uma análise mais completa de seu quadro de saúde.

Neste especial, Boa Saúde lista alguns dos principais exames médicos com ilustrações e informações para ajudá-lo a entender melhor esses procedimentos de rotina.

Os exames estão classificados em ordem alfabética (navegue através das letras iniciais abaixo):

Teste de gravidez

(Código AMB: Hormônio gonodotrofico corionico qualitativo (HCG-Beta-HCG) 4.03.05.75-9 / Hormônio gonodotrofico corionico quantitativo (HCG-Beta-HCG) 4.03.05.76-7)

Dosagem de BetaHCG no sangue

A gonadotropina coriônica (Beta HCG) é uma proteína, produzida pela placenta, que aumenta progressivamente durante a gravidez. É um método de diagnostico bastante preciso, pois pode detectar uma gravidez normal, às vezes na primeira semana, embora o mais seguro seja realizar o exame com 15 dias após a implantação.

O BetaHCG aparece muito precocemente na mulher grávida. A presença de BetaHCG pode ser determinada a partir de 10 dias da ovulação, isto é, antes de instalada a amenorréia (ausência de menstruação) ou, medindo-se em tempo de gestação, na 4a semana. 

Sua concentração aumenta rapidamente até chegar a um pico máximo no primeiro trimestre da gravidez. Portanto, a dosagem deste hormônio é de grande importância no diagnóstico e na manutenção da gravidez, além disso, o BetaHCG auxilia no acompanhamento e monitoramento de alguns tipos de câncer de ovário e de mama.

Quais informações são necessárias para a realização do exame?

    1. Há suspeita de gravidez?
    2. De quantos dias é seu ciclo menstrual?
    3. Qual a data da última menstruação?
    4. Existe suspeita de mola hidatiforme?
    5. Existe suspeita de aborto?

Como coletar o sangue?

São necessários 0,5 ml de soro, para a realização do exame, devendo se ter um período de jejum de 4 horas.

Quais são os valores normais?

4a semana –  1.000  miliUI/ml:  
5a semana –  3.000   miliUI/ml:  
6a semana –  6.000   miliUI/ml:  
7a semana – 20.000   miliUI/ml

Devido a seu lento metabolismo a gonadotropina coriônica persiste titulável até cerca de 15 dias após a morte intra-uterina do ovo, ou depois de um parto normal a termo, o que ajuda muito nos diagnósticos de abortamento.

O mínimo esperado para o BetaHCG é até 4.000 miliUI/ml, valor compatível com gestação evolutiva depois da 6a semana.  Abaixo deste valor há mau prognóstico e geralmente a gravidez é interrompida.  

O exame pode ser positivo em outras situações que não a gravidez?

Sim, no coriocarcinoma, na mola hidatiforme, câncer de ovários e de testículos,

Fontes:

1. Alfthan, H.; Bjorses, U. M. et al.: Speccificity and detection limit of ten pregnancy tests. Sand. J. Lab. Clin. Invest. 53: 105-113, 1993.

2. Davidson, I.: Rapid immunoassays. Anal. Proc. 29:459-460, 1992.

3. Klimov, A.D. et al.: Improved immunochomatographic format for competitive type assays. Clin. Chem. 41: 1360, 1995.

4. Price, C. P. et al.: Disposable integrated immunoassay devise. In: Price, C.P. and Newman, D. J. (Editors). Principles and

Partice of Immunoassay, 2th ed., Macmilan Rederebce: 581- 603, 1997.

5. Tyrey, I.L.: Human chorionic gonadotropin properties and assay methods. Semin. Oncol., 22: 121-129, 1995.

6. Manual de exames: Instituto de Patologia clinica Hermes Pardini 2003/2004

 


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: