Publicidade

Exames de rotina

Periodicamente seu médico solicita alguns exames para que possa fazer uma análise mais completa de seu quadro de saúde.

Neste especial, Boa Saúde lista alguns dos principais exames médicos com ilustrações e informações para ajudá-lo a entender melhor esses procedimentos de rotina.

Os exames estão classificados em ordem alfabética (navegue através das letras iniciais abaixo):

Teste de privação hídrica - (4.03.05.58-9)

Teste de privação hídrica - (4.03.05.58-9)

Material a ser analisado: coleta sequencial de amostras de sangue e urina.

Tempo necessário para obter o material: 8h.

Finalidade: diagnosticar diabetes insipidus (DI) e diferenciar o DI craniano do DI nefrogênico.

Preparação prévia: o exame costuma ser realizado em nível ambulatorial. Qualquer disfunção tireoideana e/ou adrenal deve ser corrigida previamente (se o paciente estiver em uso de hormônios tireoideanos ou corticosteróides, estes devem ser tomados normalmente no dia do teste). A função renal e a glicemia também devem ser conferidas antes do exame. Se o paciente estiver em uso de desmopressiva (DDAVP), a dose na noite anterior ao teste deve ser suspensa (se isto não for possível, administrar metade da dose preconizada). A dieta líquida restrita (sem excessos e sem café ou chá), pode ser mantida até às 7:30 AM do dia do teste. Suspender o consumo de bebidas alcoólicas e cigarros na noite anterior ao exame. O paciente deve ser orientado a esvaziar a bexiga antes de iniciar o exame. Caso o volume urinário seja < 3 L/dia, oriente o paciente a interromper a ingestão de líquidos e alimentos a partir das 18h do dia anterior ao teste.

Como o procedimento é realizado: o paciente deve ser supervisionado durante todo o período do teste (até 8h). O procedimento deve ser iniciado às 7:30 AM:

1. Pesar o paciente e calcular 97% do peso corporal.

2. Marcar este valor na tabela.

3. Não oferecer alimentos ou líquidos nas próximas 8h.

4. Estabelecer acesso venoso para coleta das amostras.

Às 8:00 AM:

5. Colher sangue para determinação do sódio sérico e da osmolalidade, e urina para osmolalidade.

6. Coletar a urina de 1/1h para determinação do volume e da osmolalidade, e o plasma de 2/2h para determinação do sódio sérico e da osmolaridade.

7. Pesar o paciente antes e após a eliminação de urina.

8. Se o paciente perder 3% do peso corporal, solicitar dosagem urgente da osmolalidade plasmática e do sódio sérico.

9. Se osmolalidade plasmática > 300 mOsmol (Na+ > 140 mmol/L), interromper o teste, oferecer líquido ao paciente e administrar DDAVP.

10. Se osmolalidade plasmática < 300 mOsmol, o paciente pode ter apresentado sobrecarga hídrica antes do teste e o exame pode prosseguir.

11. Para o teste após 8h de exame (4:00 PM) e anotar os valores finais para urina e plasma.

12. Reservar uma amostra de plasma para dosagem dos níveis de vasopressina caso ocorram dificuldades para interpretação dos resultados.

13. A osmolalidade urinária deverá ter atingido um platô (elevação < 30 mOsmol entre as coletas).

14. Administrar então 2 mcg de DDAVP IM (ou 20 mcg via intranasal), e colha amostras de urina por mais 2h. Neste estágio do teste, permitir que o paciente tome líquidos à vontade.

Valores normais: a osmolalidade plasmática permanece entre 280-295 mmol e a osmolalidade urinária sobe até duas vezes acima do plasma (>600 mOsmol). Se o volume urinário durante a privação hídrica não reduzir e mesmo assim o plasma não se tornar mais concentrado (elevação da osmolalidade), e o peso não diminuir, deve-se suspeitar de ingestão não autorizada de líquido durante o teste.

Interpretação dos resultados:

Normal
Diabetes insípido parcial: craniano (C) ou nefrogênico (N)
Polidipsia primária

Na+ Aleatório
Normal
>140mmol/L
<140mmol/L

Osmolalidade sérica Aleatória**
Variável
>290
<290

mOsm da urina matutina**
Variável
Unlikely if >600 (C) Excluded if >600 (N)

Término do teste de privação hídrica antes do DDAVP**
Urina >600
Plasma 280-295

Urine <600
Plasma >295

Urine >600*
Plasma 280â€"295

Osmolalidade urinária após DDAVP SC**
>600
Rises to >600 or >50% increase (C) Rises to <600 or <50% increase (N)
Rises to >600 or >than 50% increase

Vasopressina plasmática ao término do teste de privação hídrica
Normal para osmolalidade plasmática
Low for plasma osmolality (C)
Normal for plasma osmolality (N)
Normal for plasma osmolality

*Com a poliúria volumosa prolongada (>3 L/dia), estes valores podem não ser atingidos.
**Osmolalidades expressas em mOsmol/L.

Tempo requerido para obter os resultados: 9-10h.

Segurança dos resultados: boa.

Outros fatores que podem alterar os resultados: para uma interpretaçã

 


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: