Publicidade

Exames de rotina

Periodicamente seu médico solicita alguns exames para que possa fazer uma análise mais completa de seu quadro de saúde.

Neste especial, Boa Saúde lista alguns dos principais exames médicos com ilustrações e informações para ajudá-lo a entender melhor esses procedimentos de rotina.

Os exames estão classificados em ordem alfabética (navegue através das letras iniciais abaixo):

Colecistografía, radiografia da vesícula biliar, radiografia seriada da vesícula biliar. (Código AMB: 4.09.01.13-0)

Material a ser analisado: Imagem obtida do conteúdo e da morfologia das paredes da vesícula biliar e das vias biliares principais.

Objetivo do exame: O método é utilizado para detectar problemas no funcionamento hepático, mais especificamente, detecta anormalidades do conteúdo da vesícula biliar, incluindo cálculos biliares e tumores, assim como defeitos das paredes da vesícula. Também podem ser detectadas anormalidades do trajeto do colédoco (canal que une a vesícula ao duodeno).

Credibilidade do exame: Altamente confiável.

Tempo gasto para realização do exame: 1 hora.

Preparação do paciente: Embora nem todos os médicos estejam de acordo com isto, o almoço do dia anterior ao exame deve ser rico em gorduras (ovos, manteiga, leite, carnes, etc.); na parte da tarde, ingerir uma refeição sem gordura (fruta, pão, carne magra e líquidos); duas horas mais tarde, tomar seis comprimidos que contenham a substancia de contraste.

Após tomar estes comprimidos, não se deve ingerir nenhum alimento ou líquido, até após a realização das radiografias.

Tempo necessário para obter resultados: 1 hora.

Método utilizado para obter os resultados: Assim que o contraste é ingerido, ele preenche todo o conteúdo da vesícula e isto torna possível descobrir os cálculos biliares e outras anormalidades, que não podem ser vistas em radiografias diretas. São realizadas pelo menos duas radiografias; a segunda uns 15 minutos após a ingestão de algum alimento, para produzir a contração da vesícula biliar.

Valores normais: A radiografia mostrará as estruturas normais de acordo à idade do paciente, sem cálculos. Devido a seu alto custo, e ao risco da exposição aos raios X, nos últimos anos este exame tem sido cada vez menos indicado, sendo em geral, substituído pela ecografia abdominal.

Resultados anormais: Podem ser vistos cálculos biliares, tumores, inflamação, colecistite aguda, colecistite crônica, acotovelamentos da vesícula, algumas vezes pode-se visualizar a via biliar principal, ou colédoco, onde também são observadas, a existência ou não de cálculos, ou de anormalidades no seu interior.

Situações que podem alterar o resultado do exame: Falta de absorção intestinal da substancia de contraste.

Fontes:

- Manual de exames: Instituto de Patologia clinica Hermes Pardini 2003/2004

- Grainger & Allison's Diagnostic Radiology: A Textbook of Medical Imaging, 4th ed., 2001.

 


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: