Perda auditiva acelera declínio do cérebro

Comentar

Bem estar Saúde da família Saúde da mulher Saúde do homem

Idosos com perda auditiva são mais propensos a desenvolverem problemas como perda de memória do que aqueles com audição normal. A constatação é de pesquisa publicada na revista especializada Internal Medicine.

O estudo envolveu 1.984 homens e mulheres com idades entre 75 e 84 anos que realizaram testes de cognição. Como os dados utilizados derivaram de outro estudo maior, foi possível comparar os resultados atuais com os anteriores, o que revelou que os idosos com perda auditiva apresentaram declínio cognitivo de 30% a 40% mais rápido do que aqueles com audição normal.

Segundo os pesquisadores, os níveis de funcionamento do cérebro em declínio foram diretamente relacionados à quantidade de perda de audição. Os idosos com perda auditiva desenvolveram um prejuízo significativo em suas capacidades cognitivas 3,2 anos mais cedo do que aquelas com audição normal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>