Novo método acelera diagnósticos de doenças em recém-nascidos

Comentar

Saúde do bebe e da criança

destaque_teste-do-pezinhoPesquisadores desenvolveram novas técnicas de sequenciamento e aprendizado de máquina para diagnosticar mais rapidamente doenças em recém-nascidos, assim como reduzir falsos positivos. Desenvolvido na Universidade de Yale, o método analisa o perfil metabólico completo.

O método de análise de dados permite examinar todo o perfil metabólico, em vez dos métodos anteriores, que se concentram em uma fração dos dados coletados, permitindo identificar corretamento 89% dos recém-nascidos com acidemia metilmalônica, um distúrbio metabólico congênito que pode levar à doença neonatal fatal. Em uma revisão de banco de dados de recém-nascidos da Califórnia, mais de 500 bebês foram falsamente identificados como tendo o transtorno, em comparação com 100 que foram diagnosticados corretamente com a doença.

Foram sequenciados 72 genes metabólicos a partir de manchas de sangue seco de recém-nascidos, e o desempenho clínico e analítico foi avaliado em 60 recém-nascidos com tela positiva para acidemia metilmalônica. Os pesquisadores também prepararam um classificador de aprendizado de máquina da Random Forest para ajudar a melhorar o diagnóstico.

Os pesquisadores acreditam que o novo sequenciamento e análise de dados podem ser usados ​​para complementar o trabalho de rotina no sangue para evitar testes demorados e acelerar o tratamento para bebês.

Usando o sequenciamento e análise de dados, os pesquisadores também validaram clinicamente um teste para a fibrose cística. Em última análise, eles disseram que esperam implementar os novos métodos de teste em hospitais em todo o mundo.

Fonte: Genetics in Medicine, 15 de setembro de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>