Mais de 80% dos diagnósticos médicos não são precisos

Comentar

Comportamento

destaque_medicaQuase 88% dos pacientes precisam uma segunda opinião médica. É o que mostra o estudo da Clínica Mayo, nos Estados Unidos, realizada com 286 pacientes encaminhados por seu médico de cuidados primários para a Divisão de Medicina Interna da Clínica.

Realizado entre 01 de janeiro de 2009 a 31 de dezembro de 2010, o estudo mostrou que apenas 12% dos casos tinham diagnóstico confirmado quando chegaram à Clínica, enquanto que 21% tiveram diagnóstico completamente diferente e 66% tiveram o diagnóstico refinado ou redefinido.

De acordo com James Naessens, da Clínica Mayo, o estudo é motivo de alerta, porque o tratamento eficaz depende do diagnóstico correto, e, uma vez que mais de um em cada cinco pacientes recebem diagnóstico errado ou incompleto, as chances de complicações aumentam.

Vários fatores podem contribuir para a quantidade de erros diagnósticos, ressalta Naessens, incluindo o fato de as seguradoras de saúde limitarem o acesso a exames mais específicos e aprofundados. Outro ponto destacado pelo Dr. Naessens é a autoconfiança de alguns profissionais em sua experiência, não buscando investigar mais profundamente os sintomas relatados pelos pacientes.

O estudo foi publicado no Journal of Evaluation in Clinical Practice.

Fonte: Journal of Evaluation in Clinical Practice, 03 de abril de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>