Maconha pode aumentar a fertilidade masculina

Comentar

Saúde do homem

destaque_infertilidade-masculinaHomens que fumam ou fumaram maconha parecem ter concentrações de espermatozóides significativamente mais altas do que aqueles que nunca experimentaram, relata um novo estudo do Centro de Fertilidade do Hospital Geral de Massachusetts, nos Estados Unidos.


O estudo incluiu 662 homens sub-férteis inscritos no Centro entre 2000 e 2017. Os homens forneceram um total de 1143 amostras de sêmen e 317 homens também forneceram amostras de sangue nas quais foram medidos os hormônios reprodutivos. Os homens também preencheram um questionário sobre o uso de maconha. Cinquenta e cinco por cento dos homens disseram que fumaram maconha em algum momento, com 44% dizendo que eram fumantes no passado e 11% relatando que atualmente fumam.

Usuários atuais e passados ​​de maconha tinham uma concentração média de espermatozoides de 62,7 milhões de espermatozoides por mililitro de ejaculado, enquanto os homens que nunca haviam fumado maconha tinham concentrações médias de 45,4 milhões de espermatozoides por mililitro.

Apenas 5% dos fumantes de maconha tinham concentrações de espermatozoides abaixo de 15 milhões, o limiar da Organização Mundial de Saúde para os níveis “normais”. Em comparação, 12% dos homens que nunca experimentaram maconha tinham níveis de espermatozoides abaixo do normal, mostraram os resultados.
O estudo revelou, também, uma ligação potencial entre o uso de maconha e a testosterona: o uso crescente de maconha foi associado positivamente com os níveis séricos de testosterona mais altos.

Os pesquisadores ressaltam, contudo, que este foi um estudo observacional, e é perfeitamente possível que a ligação entre a fertilidade masculina e a maconha possa se dar na direção oposta. Isso porque homens com níveis mais altos de testosterona tendem a se envolver em comportamentos de risco.

Estudos em animais mostraram que os receptores de canabinoides desempenham um papel no sistema reprodutor masculino. Pode ser que a maconha complementa ou reforça o papel desempenhado pelos canabinoides que são produzidos naturalmente dentro do corpo, ou pode ser que indivíduos com níveis mais altos de testosterona tenham maior probabilidade de fumar maconha, como parte de um padrão geral de tomada de risco.

Fonte: Human Reproduction, 06 de fevereiro de 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>