Crianças com alergias podem desenvolver problemas no esôfago

Comentar

Saúde do bebe e da criança

destaque_tosseCrianças que apresentam alergias cutâneas, alimentares e respiratórias devem ser rastreadas para uma alergia alimentar que resulta em inflamação do esôfago, é o que sugere estudo publicado no Journal of Allergy e Clinical Immunology: In Practice, que mostrou que existe uma relação entre alergias na infância e uma inflamação no esôfago chamada Esofagite Eosinofílica (EoE).

Pesquisadores analisaram registros de saúde de 130.435 pacientes na rede pediátrica da Pensilvânia, do nascimento até a adolescência no intuito de determinar se e quando os pacientes adquiriram doenças alérgicas. Eles também compararam o risco de desenvolver EoE entre crianças alérgicas e não alérgicas. Um total de 139 crianças desenvolveu a EoE durante o período de observação. A idade de pico da EoE para o diagnóstico foi de 2,6 anos, em comparação com quatro meses para dermatite atópica, um ano para alergia alimentar mediada por imunoglobulina, 1,1 ano para asma e 2,1 anos para rinite alérgica.

Os resultados mostraram que a eosinofílica na boca e no estômago deve ser considerada parte da “marcha alérgica” das alergias que as crianças desenvolvem. Em “marcha alérgica”, as crianças tipicamente progridem de uma alergia cutânea, como a dermatite atópica, a alergia alimentar anafilática e a alergia respiratória, como a asma. Dessa forma, quanto mais alergias uma criança tem, maior é o risco de ela desenvolver a EoE. Assim, a conexão entre essas alergias sugere uma causa biológica subjacente comum e também indica que o tratamento com sucesso de um tipo anterior de alergia, pode evitar alergias posteriores. Além disso, os pesquisadores disseram que a alergia pode ser diagnosticada erroneamente ou não diagnosticada na adolescência.

A EoE ocorre em cerca de 1 em 1.500 crianças e é frequentemente relacionada è genética. Os sintomas incluem dor na deglutição, refluxo, dor de estômago e comida alojada no esôfago. Ao contrário de alergias alimentares potencialmente fatais, incluindo amendoim, a EoE tem uma baixa taxa de mortalidade pela ingestão de alimentos. Alimentos específicos desencadeiam alergias de ambos os tipos, mas alergistas não localizam rapidamente a fonte da EoE. A criança pode ter uma dieta restrita até que a fonte seja determinada, incluindo leite, ovos, trigo, soja, carne, filhos, batata e milho.

Fonte: Journal of Allergy e Clinical Immunology: In Practice, 25 de junho de 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>