Consumir laticínios pode melhorar a saúde cardiovascular

Comentar

Nutrição

destaque_leitePessoas que consomem, em média, três porções de laticínios por dia, tendem a ter taxas mais baixas de doença cardiovascular e mortalidade do que aqueles que não consomem leite ou o consomem em menores quantidades. Uma porção padrão de laticínios incluiu um copo de leite (244ml), uma xícara de iogurte (244g), uma fatia de queijo (15g) ou uma colher de chá de manteiga (5g).

O estudo foi realizado pela McMaster University, no Canadá, com informações de 21 países, e mostrou que na America do Norte e na Europa o consumo de laticínios foi de mais de quatro porções por dia, enquanto no sul e sudeste da Ásia, China e África foi de menos de uma porção diária.

Os pesquisadores analisaram dados sobre 136.384 pessoas entre 35 e 70 anos de idade, coletadas entre janeiro de 2003 e julho de 2018. Os participantes foram acompanhados por uma média de 9,1 anos, durante os quais houve 6.796 mortes e 5.855 eventos cardiovasculares maiores.

Os participantes foram divididos em quatro grupos: os que não consumam laticínios; consumo de menos de uma porção por dia; consumo de uma a duas porções por dia; e mais de duas porções por dia. Quando comparados com aqueles que não consumiam leite, o grupo de alta ingestão teve taxas mais baixas em quatro categorias: mortalidade total – 3,4% vs. 5,6%; mortalidade não cardiovascular – 2,5% vs. 4%; mortalidade cardiovascular – 0,9% vs. 1,6%; doença cardiovascular importante – 3,5% vs. 4,9%; e AVC – 1,2% vs. 2,9%. O infarto do miocárdio entre os dois grupos foi semelhante: 1,9% para o grupo que não consumia laticínios e 1,6% para o de alto consumo.

Ao examinar apenas laticínios integrais, a maior ingestão foi associada a menores taxas de mortalidade total, em comparação com 0,5 por dose de 3,3 versus 4,4% e doença cardiovascular importante de 3,7% versus 5,0%.

Os pesquisadores observaram que as diretrizes para o consumo de laticínios com baixo teor de gordura baseiam-se em gorduras saturadas em um único marcador de risco cardiovascular do colesterol LDL. Mas, eles também apontam que as evidências sugerem que algumas gorduras saturadas podem ser benéficas para a saúde cardiovascular, e os laticínios também podem conter outros compostos potencialmente benéficos, incluindo aminoácidos específicos, gorduras insaturadas, vitamina K1 e K2, cálcio, magnésio, potássio e potencialmente probióticos, disseram os pesquisadores.

Fonte: The Lancet Journal, 11 de setembro de 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>