Cuidado com o uso de clareadores dentais

Comentar

Beleza Comportamento Medicina Saúde da família

A recomendação de clareadores dentais agora é restrita a profissionais habilitados. O tema foi alvo de uma consulta pública da Anvisa que resultou na aprovação de um norma que impacta diretamente a veiculação de publicidade e venda dos produtos.

A nova medida é direcionada aos clareadores que contenham uma concentração maior do que 3% de peróxido de hidrogênio ou peróxido de carbamida, ou seja, a maioria dos produtos atualmente disponíveis para venda direto ao consumidor.

A venda indiscriminada desse tipo de produto, inclusive na internet, e promoção de seus resultados sem qualquer atenção para os problemas que podem surgir quando estes são utilizados sem uma avaliação prévia da saúde dental do usuário motivaram a iniciativa.

Entre os riscos associados ao uso indevidos de clareadores dentais com mais de 3% de peróxido de hidrogênio estão sensibilidade dentária, alteração de superfície do esmalte, absorção radicular, alterações pulpares e dano periodontal. Além disso, quem usa prótese ou tem restaurações na boca precisa de cuidados especiais para seu uso.

A medida não exclui o uso, apena certifica que exista orientação e recomendação adequados a cada caso.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Anvisa. 14 de janeiro de 2015.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>