Blog de Boa Saúde » 22 de outubro de 2012

Arquivo Diário: 22 de outubro de 2012

Check-up Maternidade Saúde da mulher

A gravidez pode matar?

Os avanços da medicina podem levar muita gente a pensar que a gravidez não oferece mais riscos para a saúde da mulher. Mas os fatos podem mostrar uma realidade muito diferente.

Diversas condições, como a pré-eclampsia e a gravidez ectópica, podem causar complicações sérias durante a gestação, como convulsões, pressão alta e derrames.

Além dessas questões, doenças específicas de cada caso podem colocar a vida da mamãe e do bebêem riscos. AlisonCahill, da Universidade Washington, conta que “como uma obstetra que alto risco, eu vejo muitas mulheres, que além dessas coisas, têm condições pré-existentes – outras doenças ou problemas médicos que fazem com que sua gravidez seja de alto risco”.

As mulheres e seus familiares devem ser cuidadosos durante a gestação e estarem atentos a problemas. “Eu queria que a ciência moderna e a medicina moderna curassem todas essas coisas, mas infelizmente isso simplesmente não é verdade”, completa Cahill.

 

Publicado por:
Comportamento Saúde da mulher

Mulheres que tomam anticoncepcionais deixam de usar camisinha

Mulheres que usam contraceptivos hormonais, como pílula ou injeções, deixam de usar preservativos. A constatação é de pesquisadores da Escola de Medicina de Stanford, nos Estados Unidos.

O estudo envolveu 1194 mulheres com idades entre 15 e 24 anos. As participantes responderam a questionários no início do estudo,  aos três meses, seis  meses e 12 meses.

No início do estudo, 36% das mulheres usavam preservativos e 5% combinavam a camisinha com outro método contraceptivo. Quando as mulheres começaram a utilizar contraceptivos hormonais, o uso do preservativo caiu para 27% e permaneceu relativamente inalterado durante o estudo.

Segundo as mulheres, a escolha pelo uso do preservativo ficava a cargo do parceiro. Os pesquisadores lembram que o uso de anticoncepcionais hormonais não protege contra doenças sexualmente transmissíveis.

O estudo foi publicado pelo Journal of Adolescent Health.

Publicado por: