Publicidade

Artigos de saúde

Conheça o que há de novo para combater a gordura localizada


Por Núcleo de Estética Médica e Emagrecimento
contato@clinicaeme.com.br

O problema atormenta a maior parte das mulheres. Mesmo praticando exercícios com regularidade e seguindo uma boa dieta, sempre há algum pneuzinho que teima em resistir. Para quem não quer recorrer à lipoaspiração, há outras opções que combatem o problema.

Na mulher a gordura localizada é decorrente, principalmente, de fatores genéticos e hormonais. Ela pode se localizar na região andrógena (no abdômen) ou na ginóide (culote e quadril). Algumas mulheres têm mais gordura abdominal e são retas no culote, outras são retas na barriga e têm muito culote. As áreas com maior concentração de gordura são as que têm mais receptores de gordura e funcionam como um depósito. Se uma pessoa ingerir mais calorias do que precisa e do que o corpo gasta, a gordura vai para onde tem maior concentração de receptores de gordura. No caso da mulher com características andrógenas, vai para o abdômen e, na que tem características ginóides, para o quadril. Combinando boa alimentação, prática regular de atividade física e tratamentos, a gordura localizada pode ser erradicada.

Existem vários métodos indicados para essa finalidade:

- CoolSculpting: aparelho que utiliza o método de congelamento de células de gordura para destruí- las. Sua tecnologia é baseada na criolipólise, ou seja, indução da quebra das células de gordura por meio do alto resfriamento. O processo de criolipólise leva as células adiposas danificadas a serem eliminadas, de forma lenta e gradual, pelo sistema linfático do organismo. Esse processo não acarreta sobrecarga de gorduras ou outras anomalias para o metabolismo do paciente. A técnica é aprovada pelo FDA, mas não deve ser feito em pessoas obesas.

- Velashape Plus: aparelho que combina infravermelho, endermologia e radiofrequência e o calor gerado por eles aumenta o metabolismo das células gordurosas e diminui o tamanho delas. Indica- se de 4 a 10 sessões por área dependendo do acúmulo da gordura.

- Ultra Accent: aparelho combina radiofrequência com ultrassom e promove a quebra da célula de gordura. O rompimento da gordura acontece na hora e a célula continua necrosando durante os nove dias seguidos. O tratamento deve ser quinzenal e em geral são necessárias de três a seis sessões. .

A combinação de tratamentos costuma ser mais eficaz para perda de gordura. Para isso pode-se utilizar, além das técnicas acima, a mesoterapia (intradermoterapia), carboxiterapia, ultrassom, vacuoterapia, ultracavitação e endermologia. A indicação do tratamento ideal depende de cada caso e deve ser feita após avaliação médica.

Publicado em 13 de julho de 2012.



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: